Arqueologia de uma fortificação: o Forte Orange e a Fortaleza de Santa Cruz, em Itamaracá, Pernambuco.

Dissertação de Mestrado apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco. Estudo de caso na área de Arqueologia Histórica, sobre uma fortificação localizada no litoral norte de Pernambuco, na Ilha de Itamaracá, que integrou sistemas de defesa do Brasil colonial em dois momentos distintos. O primeiro quando pertenceu à Companhia da Índias Ocidentais, entre 1631 e 1654, com o nome Forte Orange. O segundo, quando passou a fazer parte do sistema de defesa elaborado pelos luso-brasileiros após a saída dos holandeses e trocou o nome para Fortaleza de Santa Cruz. Discute-se a construção da atual fortaleza sobre o antigo forte holandês.

  • Disertación
  • Stela Gláucia Alves Barthel
  • UFPE
  • 2007
  • Recife
  • Portugues
  • Ilustrada. 168 Páginas.

Contribuciones

Actualizado en 01/04/2008 por el tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Lucas).



Imprima el contenido


Registre su correo electrónico para recibir noticias sobre este proyecto


Fortalezas.org > Bibliografia > Arqueologia de uma fortificação: o Forte Orange e a Fortaleza de Santa Cruz, em Itamaracá, Pernambuco.