Relatório do Ministro de Guerra, José Maria da Silva Paranhos, em 1871

"Relatório apresentado à Assembleia Geral Legislativa na terceira sessão da décima quarta legislatura pelo Ministro e Secretário de Estado dos Negócios da Guerra, Visconde do Rio Branco [José Maria da Silva Paranhos]".

No que se refere às fortificações do Império, na página 9 cita a Fortaleza de São João. Na página 10 e 11 faz-se referência às fortalezas de Santa Cruz, São João e D. Pedro II do Imbuí.
Nas páginas 17 e 18, cita-se as seguintes colônias: Dom Pedro na Província do Pará, de Óbidos, São Pedro de Alcântara no Maranhão, Pimenteiras em Pernambuco, Leopoldina em Alagoas, Itapura e Avanhandava em São Paulo, Jataí no Paraná, e Santa Teresa em Santa Catarina, Colônia de Caseiros no Rio Grande do Sul, Araguaia e Januária em Goiás, Urucú em Minas Gerais, Assungui no Paraná e Príncipe Dom Pedro em Santa Catarina.
Na página 22 menciona o laboratório pirotécnico existente no Forte do Campinho.

Na página 28, menciona as obras realizadas nas fortificações do Rio de Janeiro: Fortaleza de Santa Cruz, Fortaleza da Praia de Fora, Forte do Pico, Fortaleza da Conceição, Fortaleza de São João, Forte da Lage e obras nos quartéis.

Nas páginas 32 e 33, cita-se os fortes de São Luis e Santo Antônio, na Província do Maranhão, e a Fortaleza do Cabedelo e se comenta sobre as colônias militares.

Entre as tabelas em anexo no relatório, na página 98 do PDF, o programa da distribuição semanal dos trabalhos teóricos e práticos no ano letivo de 1870 aprovado por aviso o Ministério da Guerra em maio daquele ano respectivo, observa que a guarnição das fortalezas nos dias de feriado seriam iguais as de domingo, que eram feitas por alunos da Escola Militar.

O mapa demonstrativo das obras reparadas e reconstruídas que estavam em andamento em 1870 encontra-se na página 217 do PDF: Fortaleza de São João, Fortaleza da Praia de Fora, quartel da Fortaleza da Lage, e Fortaleza de Santa Cruz.

Na página 219 do PDF inicia-se a relação dos próprios nacionais em cada província, incluindo-se as fortificações.

Na página 231 é apresentada a relação das bocas de fogo existentes nas fortificações em cada província do Império.
Na página 240 e 241 do PDF encontra-se o mapa das fortificações, templos, edifícios, armazéns e casas nacionais e particulares do Presídio de Fernando de Noronha.

  • Documento Impresso
  • José Maria da Silva Paranhos
  • Typographia Universal de Laemmert
  • 1871
  • Rio de Janeiro
  • Português
  • Relatório do Ministro da Guerra, José Maria da Silva Paranhos, Visconde do Rio Branco, 1871, Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 277 p. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/720950/per720950_1871_00001.
  • Download

Fortificações relacionadas

Contribuições

Atualizado em 28/09/2018 pelo tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Imprimir o conteúdo


Cadastre o seu e-mail para receber novidades sobre este projeto


Fortalezas.org > Bibliografia > Relatório do Ministro de Guerra, José Maria da Silva Paranhos, em 1871