Embarcações procedentes do Rio de Janeiro fazem quarentena junto à Fortaleza de Anhatomirim

O jornal o Despertador, de 22 de fevereiro de 1878, informa que devido ao grande número de vítimas da febre amarela registrado no Rio de Janeiro, o vice-presidente da Província de Santa Catarina resolveu adotar medidas higiênicas a respeito das embarcações procedentes daquele porto. Essas embarcações deveriam permanecer em quarentena junto à Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim onde seriam visitadas por um médico encarregado da inspeção de saúde. As malas do correio seriam desinfetadas para posterior desembarque na cidade e os passageiros seriam desembarcados na Fortaleza de Anhatomirim.

  • Printed Document
  • Jornal O Despertador
  • 1878
  • Florianópolis
  • Portuguese
  • In: O Despertador, nº 1.565, ano XVI, Desterro, 22 de fevereiro de 1878, p. 1. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=709581&PagFis=6048; acesso em 10/6/2016.
  • Download

Contribution

Updated at 21/06/2016 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Embarcações procedentes do Rio de Janeiro fazem quarentena junto à Fortaleza de Anhatomirim