Reforma e construção de edifícios para servirem de enfermaria e lazaretos nas fortalezas de Ratones e Anhatomirim

O jornal República, de 23 de abril de 1891, noticiou a conclusão de reformas em edifícios das fortalezas de Ratones e Santa Cruz de Anhatomirim destinados aos serviços de lazareto e quarentena, respectivamente. O jornal destaca que graças aos esforços do médico Dr. Sebastião Callado, o lazareto de Ratones encontrava-se em "perfeito estado de asseio: retelhado, pintado, assoalhado, envidraçado, e com duas enfermarias", sendo uma para mulheres e outra para homens. O periódico informou ainda que a pequena casa próxima ao edifício das enfermarias, e que servia de moradia para os empregados do lazareto, havia sido também completamente reparada.

Na Fortaleza de Anhatomirim, por sua vez, o jornal informou que o governo mandou construir um galpão com capacidade para 200 imigrantes, além de autorizar as obras necessárias no térreo do Quartel da Tropa, para ali poder isolar e acomodar mais 300 imigrantes. Já a Capela, que se encontrava em ruínas, iria ser transformada em enfermaria para receber os quarentenários atacados de enfermidade não epidêmica.

  • Printed Document
  • Jornal República
  • 1891
  • Florianópolis
  • Portuguese
  • In: República, nº 411, ano II, Desterro, 23 de abril de 1891, p. 1. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/711497x/1571; acesso em 09/03/2017.
  • Download

Contribution

Updated at 16/03/2017 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Reforma e construção de edifícios para servirem de enfermaria e lazaretos nas fortalezas de Ratones e Anhatomirim