Relato de testemunha ocular sobre os fuzilamentos em Anhatomirim (1894)

O Jornal do Comércio do Rio de Janeiro, em sua edição de 8 de maio de 1895, publicou o artigo intitulado "Episódios da guerra civil", com o relato de uma testemunha ocular, tripulante do encouraçado Aquidaban, descrevendo alguns dos fuzilamentos ocorridos na Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, em abril de 1894, no desfecho da Revolta da Armada e da Revolução Federalista.

Entre os fuzilados estão nomeados os engenheiros franceses Buette e Müller; o marechal de campo Manoel de Almeida Gama Lobo d'Eça (Barão de Batovi) e seu filho Alfredo da Gama d'Eça; os irmãos e primeiro-tenentes Álvaro Augusto de Carvalho e Artur Augusto de Carvalho (filhos do engenheiro naval, primeiro-tenente honorário Trajano Augusto de Carvalho); o tenente-coronel Sérgio Tertuliano Castelo Branco; o major médico Dr. Alfredo de Paula Freitas; o capitão-de-mar-e-guerra Frederico Guilherme de Lorena e seus dois sobrinhos, primeiro-tenente Delfino de Lorena e o aspirante de marinha (ou guarda-marinha) Pedro de Lorena, o desembargador Francisco Vieira Caldas, entre outros oficiais da Guarda Nacional e do Exército não citados nominalmente.

  • Printed Document
  • Jornal do Comércio
  • 1895
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • In: Jornal do Comércio, ano 73, nº 117, Rio de Janeiro, 1895, p. 1. Disponível em: http://memoria.bn.br/docreader/364568_08/17168; acesso em 08/10/2018.
  • Download

Contribution

Updated at 10/10/2018 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Relato de testemunha ocular sobre os fuzilamentos em Anhatomirim (1894)