Protesto de parlamentar sobre os fuzilamentos ocorridos na Revolta Armada e Revolução Federalista

"Congresso Nacional. Annaes do Senado Federal. Primeira Sessão da Segunda Legislatura. Sessões de 17 de setembro a 15 de outubro de 1894. Volume IV".

A página 39 dos Anais do Senado Federal (p. 50 do arquivo PDF) traz uma fala do parlamentar, Sr. Joakim Catunda, que protesta contra um telegrama oficial, publicado pelo ministro brasileiro em Paris, e reproduzido no Jornal do Comércio de 20 de setembro de 1894, garantindo, em nome do governo do Brasil, que, durante e depois da Revolução Federalista e da Revolta da Armada, nenhuma pessoa havia sido fuzilada no Paraná ou em Santa Catarina. Catunda afirma que todos sabem das execuções sumárias ocorridas nos dois estados, que espantam não só pelo elevado número de vítimas, mas como também pela crueldade com que foram feitas.

Esse protesto trata-se de uma das primeiras manifestações no Congresso Nacional a respeito das execuções (fuzilamentos) ocorridas a partir de fins de abril de 1894, em especial na Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim, em Santa Catarina.

  • Printed Document
  • Imprensa Nacional
  • 1895
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • Anais do Senado Federal, 1895, Rio de Janeiro, Vol. IV, 137 p. Disponível em: goo.gl/v7FYFQ; acesso em 01/11/2018.
  • Download

Contribution

Updated at 07/11/2018 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Protesto de parlamentar sobre os fuzilamentos ocorridos na Revolta Armada e Revolução Federalista