Relatório do Ministro da Guerra, Bernardo Vasques, em 1896

"Relatório apresentado ao Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil pelo Marechal Bernardo Vasques, Ministro de Estado dos Negócios da Guerra, em maio de 1896."

Sobre as fortificações da República, o relatório menciona, na página 10, que as obras militares ficaram restritas ao Rio de Janeiro, a cargo do tenente-coronel Nicolau Alexandre Muniz Freire, da Diretoria Geral de Obras Militares, que passou a chefiar também uma nova comissão encarregada de obras nas fortificações do litoral.

Na página 29, o documento menciona a instalação de canhões Krupp, de calibre 15, na Fortaleza de Santa Cruz da Barra (RJ).

A partir da página 31 do relatório, são mencionadas as obras militares executadas nas fortalezas de Santa Cruz e São João da Barra, e no Forte Batalhão Acadêmico (Forte de Gragoatá), todos na Capital Federal (Rio de Janeiro).

As fronteiras e colônias militares se tornam assunto do relatório a partir da página 54, que informa sobre a emancipação das colônias de São João do Alto Araguaya (PA), Itapúra (SP), Santa Teresa (SC), Brilhante, São Lourenço, Dourados, Miranda, Conceição de Albuquerque, Nioac (MS), Itacayú (GO), de acordo com a Portaria de 14 de janeiro de 1896.

Já a Colônia Militar de Chapecó (SC), continuava em funcionamento, sob a direção do coronel do Corpo de Estado-Maior de 1ª Classe, José Bernardino Bormann. Também foram mantidas as colônias militares do Iguaçu (PR), cujo acesso por dentro do território brasileiro estava restrito a uma estrada que ia até Guarapuava; de Chopim (PR), a qual o documento considera propícia para a indústria agrícola e madeireira, mas denuncia a falta boas estradas para facilitar a comunicação com outras fronteiras e a insuficiência de praças no destacamento dessa colônia; de Pedro II (AP), fundada em 1840, na qual os habitantes trabalham com extração de borracha, castanhas e óleos, produtos de comércio com a Guiana Francesa; de Jatahy (PR), fundada em 1854, cuja função o documento coloca como "proteger os índios aldeados dos selvagens que habitam o vasto sertão"; e do Alto Uruguay (RS), criada pelo Decreto nº 7221 de 15 de março de 1879 e fundada em 1883, sendo uma produtora de cereais.

  • Printed Document
  • Bernardo Vasques
  • Imprensa Nacional
  • 1896
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • Relatório do Ministério da Guerra, Rio de Janeiro, 1896, 165 p. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/720950/per720950_1896_00001.pdf. Acesso em: 05/04/2019.
  • Download

Contribution

Updated at 07/06/2019 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Relatório do Ministro da Guerra, Bernardo Vasques, em 1896