O papel das fortificações no espaço urbano de Salvador

Este trabalho tem por objetivo analisar o papel das fortificações de Salvador na produção do espaço urbano e sua relevância socioespacial na contemporaneidade. A hipótese é que as fortificações de Salvador são marcos da produção do espaço urbano, com repercussões na sua configuração espacial, que evidenciam formas cujas funções mudaram ao longo do tempo e que, por outro lado, facilitam a compreensão dos processos socioespaciais que lhes permitem a permanência como rugosidades. Foram identificados e caracterizados o processo de ocupação do espaço brasileiro no século XVI; o processo de fortificação da cidade de Salvador através das transformações e permanências entre os séculos XVI ao XXI; as políticas públicas direcionadas à conservação das fortificações urbanas. Para o estudo das transformações, utilizaram-se as categorias de análise propostas por Milton Santos - forma, processo, função e estrutura. Mapas, iconografias, material colhido em trabalho de campo, além de inúmeras literaturas foram utilizados como fontes deste estudo, que se fez na perspectiva da Geografia Histórica. Em virtude dos fatores analisados, concluiu-se que as fortificações contribuíram para a configuração da gênese da cidade de Salvador e que as diversas funções desempenhadas por elas serviram de fortalecimento para sua existência na contemporaneidade.

  • Dissertação
  • Marcos Antonio dos Santos
  • Curso de Pós-Graduação em Geografia, Universidade Federal da Bahia, Instituto de Geociências
  • 2012
  • Salvador
  • Português
  • 158 p. il., colorido
  • Download

Contribuições

Atualizado em 02/09/2019 pelo tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Jéssica Pedrini).



Imprimir o conteúdo


Cadastre o seu e-mail para receber novidades sobre este projeto


Fortalezas.org > Bibliografia > O papel das fortificações no espaço urbano de Salvador