Fortificações da Foz do Tejo

Hoje é possível observar, ao longo da margem Norte do rio Tejo junto à foz, construções centenárias de caráter militar implantadas em locais estratégicos e sobranceiros à linha de água, como guaritas mirantes do curso das águas ou alguns barcos que por ali passam. Sobre a decisão de alguém as ter erguido nesses locais, levantam-se diversas questões:

– Terão sido erguidas na mesma época? E por que razão ou por quem?
– Tendo elas diferentes dimensões, quererão refletir uma hierarquia de funcionamento?
– Na sua longevidade terão permanecido até hoje todos os elementos da sua construção?
– Por ¬fim, qual o destino destas construções hoje e quando a sua função unicamente militar deixou de o ser?

Nesta apresentação, que resulta de extrato de uma investigação de Mestrado, pretende-se responder a estas questões, com o apoio de documentação de diversas épocas (essencialmente cartográfica e fotográfica), que evidenciavam um plano estratégico de defesa do Porto de Lisboa organizador de um vasto território.

  • Artigo - Anais
  • Cristina Coimbra Próspero
  • CITCEM – Centro de Investigação Transdisciplinar Cultura, Espaço e Memória
  • 2017
  • Porto
  • Português
  • In: Genius Loci: lugares e significados | places and meanings, vol. 2, p. 231-241, il., pb. ISBN: 978-989-8351-843-5.
  • Download

Fortificações relacionadas

Contribuições

Atualizado em 21/10/2019 pelo tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Jéssica Pedrini).



Imprimir o conteúdo


Cadastre o seu e-mail para receber novidades sobre este projeto


Fortalezas.org > Bibliografia > Fortificações da Foz do Tejo