Fort of Cuangar

Cuangar, Cuando Cubango - Angola

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (2)

Images (2)

O "Forte de Cuangar" localizava-se na vila e município de Cuangar, da província do Cuando-Cubango, em Angola.

No contexto da Primeira Guerra Mundial foi palco do chamado "Massacre de Cuangar". (MARTINS, Luís Almeida. "500 anos que são 90". in "Angola 1961: o começo da Guerra Colonial". Visão História, n.º 12, junho 2011. p. 23.)

História

Constituía-se num posto militar guarnecido por forças portuguesas no início do século XX, sede da Capitania-mor do Cuamato.

No contexto da Primeira Guerra Mundial (1914-1918) o forte foi atacado de surpresa, na madrugada de 31 de outubro de 1914, por forças das "Schutztruppe" do Sudoeste Africano Alemão, uma colónia do Império Alemão, sob o comando do capitão de cavalaria da reserva (“Rittmeister der Reserve”) Wilhelm Lehmann, um fazendeiro da região de Grootfontein que fora mobilizado para as "Schutztruppe" e era o comandante militar de Grootfontein. Estas constituíam-se por 20 homens de Lehmann, reforçado por 10 alemães do posto de Kuring-Kuru (atual Nkurenkuru), fronteiro a Cuangar, com metralhadoras pesadas, acompanhados por homens da polícia indígena alemã e de numerosos guerreiros do ex-soba Ananga.

A operação representava uma retaliação pela morte de um grupo de cidadãos alemães em Naulila, incidente que ocorrera duas semanas antes, e foi o prelúdio para o chamado “Desastre de Naulila” (18 de dezembro de 1914) revés português que demandaria o envio de uma força expedicionária portuguesa sob o comando do general António Júlio da Costa Pereira d'Eça para o controlo do região.

Não se registaram baixas pelo lado alemão. Entre a guarnição portuguesa pereceram dois oficiais (um deles o Capitão-mor do Baixo-Cubango, tenente Joaquim Ferreira Durão), um sargento, cinco praças europeias e 18 praças indígenas, e o negociante Nogueira Machado. O resto da guarnição debandou pelo mato, alcançando, após alguns dias, o posto de Caiundo.

Após o saque e incêndio do posto do Cuangar, totalmente destruído, as forças alemãs atacaram as fracas guarnições dos postos portugueses que, pela Bunja e Sambio, se estendiam até ao Dióico. ("A Guerra em Angola" in "O Portal da História". Consultado em 19 jul 2011.)

O episódio desencadeou uma onda de patriotismo no país, que se traduziu num reforço das posições do quadrante político que defendiam a entrada de Portugal na Primeira Guerra Mundial.

Características

Como os demais fortes erguidos pelas forças portuguesas na região, à época, tratava-se de uma fortificação de campanha, em faxina e terra, em cujo interior se erguiam as dependências de serviço - quartéis, paiol e armazéns -, palhadas. Pelo exterior eram defendidas por um fosso. Estas fortificações contavam com algumas peças de artilharia de campanha.

Contribution

Updated at 06/12/2014 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (2).


  • Fort of Cuangar


  • Fortin





  • Portugal

  • 1914 (AC)

  • Missing






  • Disappeared

  • ,00 m2

  • Continent : Africa
    Country : Angola
    State/Province: Cuando Cubango
    City: Cuangar



  • Lat: 17 36' 47''S | Lon: 18 -38' 52''E










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fort of Cuangar