Castle of Lourinhã

Lourinhã, Lisboa - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (4)

Images (4)

O “Castelo da Lourinhã” localizava-se na freguesia e concelho da Lourinhã, distrito de Lisboa, em Portugal.

História

Antecedentes

A primitiva ocupação humana da região remonta à pré-história, conforme o demonstram os testemunhos arqueológicos reunidos no seu museu municipal.

À época da Romanização, aqui existiu uma povoação denominada de “Laurinius”, sobre um pequeno porto navegável, em um braço de mar. Devido ao assoreamento, a atual vila é banhada apenas por um pequeno curso d'água, o Rio Grande.

O castelo medieval

À época da Reconquista cristã, Afonso I de Portugal (1143-1185) concedeu ao fidalgo francês, D. Jordan (ou Jordão), integrante da Segunda Cruzada, em recompensa pelos serviços prestados na conquista de Lisboa (1147), o senhorio da Lourinhã e seus domínios.

Este fidalgo teria passado foral à povoação em 1160, com a autorização do soberano, diploma confirmado por Afonso II de Portugal (1211-1223) (Santarém, março de 1218).

Afonso III de Portugal (1248-1279) repetiria o gesto em 1251, o mesmo o fazendo Pedro I de Portugal (1357-1367) por uma Carta de Confirmação de Privilégios (Chancelaria de D. Pedro I, L. 1, fl. 11v). Afirma-se que estes últimos privilégios estariam ligados aos amores do soberano por D. Inês de Castro, que aqui se teria refugiado, recebendo as reais visitas.

No contexto da crise de sucessão de 1383-1385, ao se inaugurar a Dinastia de Avis, o senhorio da Lourinhã foi doado a D. Lourenço Vicente, Arcebispo de Braga (1384), natural da Lourinhã, e que foi conselheiro e defensor do Mestre de Avis naquela conjuntura e autor do discurso de aclamação do mesmo como Rei de Portugal nas Cortes de Coimbra (1385), passando, por sua morte (1397), para o jurista João das Regras.

Do século XIV aos nossos dias

No século XVI, Manuel I de Portugal (1495-1521) outorgou-lhe o Foral Novo (1512).

Em nossos dias, a memória da existência de um castelo na povoação perdura apenas na designação da antiga Igreja Matriz, sob a invocação de Nossa Senhora da Anunciação, também conhecida como Igreja de Santa Maria do Castelo.

Em estilo gótico mendicante, com motivos que evocam a peregrinação a Santiago de Compostela, acredita-se que a sua construção tenha decorrido intramuros do primitivo castelo em duas etapas: a primeira, na segunda metade do século XII, por iniciativa de D. Jordan, e a outra, já segunda metade do século XIV, por iniciativa de D. Lourenço Vicente.

O templo encontra-se classificado como Monumento Nacional pelo Decreto n.º 8.218 de 29 de junho de 1922.



 Related character


 Print the Related character

Contribution

Updated at 13/10/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (4).


  • Castle of Lourinhã


  • Castle




  • Afonso I de Portugal

  • Portugal


  • Missing

  • National Protection
    O templo encontra-se classificado como Monumento Nacional pelo Decreto n.º 8.218 de 29 de junho de 1922.



  • + 351 261 410 127

  • turismo@cm-lourinha.pt

  • Disappeared

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Lisboa
    City: Lourinhã



  • Lat: 39 -15' 25''N | Lon: 9 18' 57''W










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Castle of Lourinhã