Forte da Vila de Miranda

Miranda, Mato Grosso do Sul - Brasil

Pesquisa de Imagens da fortificação

Data 1 Data 2

Mídias (4)

Imagens (4)

O Forte da Vila de Miranda fica localizado à margem direita do rio M'boteteí (atual rio Miranda), afluente da margem esquerda do rio Paraguai, hoje cidade de Miranda, no Estado de Mato Grosso do Sul.

Remonta a um Presídio fundado em 1797 pelo Governador e Capitão-general da Capitania de Mato Grosso, Caetano Pinto de Miranda Montenegro (17??-1804) (SOUZA, 1885:139), povoado com indígenas de várias etnias, principalmente Terena (SILVA, 2001). Para a sua defesa, é erguido um reduto poligonal quadrangular, com um redente ao centro de cada face. O seu plano mostra os edifícios de serviço distribuídos no terrapleno ao abrigo das muralhas (estacas de madeira e terra apiloada), e um fosso defendendo o perímetro externo.

Neste Presídio funcionou, de fev/1799 a fev/1801 pelo menos, um Armazém Real (Armazém Real do Presídio de Miranda), depósito de armas, munições, fardamentos, ferramentas, alimentos, equipamentos náuticos, e tudo o mais necessário ao uso das forças militares da Coroa ou mesmo das suas repartições civis.

SOUZA (1895), menciona que a exploração do Major Luiz d'Allincourt em 1826 encontrou essa fortificação aberta e arruinada (Op. cit., p. 139).

De acordo com TAUNAY (s.d.), existiu neste povoado "sito a 210 quilômetros a NO de Nioac" (Op. cit., p. 41) "(...) sobre o local de velha fortificação, outrora bem construído quartel, então muito deteriorado pelo fogo (...)" (Op. cit., p. 33), incendiado, como a vila, pelas forças invasoras paraguaias.

Não confundir o Presídio oitocentista que originou a vila de Miranda com a Colônia Militar de Miranda, erguida pelo Império também na região, à época da Guerra do Paraguai (1864-70) também envolvida no episódio da Retirada da Laguna, localizada 80 Km SSO de Nioac (TAUNAY, s.d.:41).

 



 Personagens relacionados


 Imprimir Personagens relacionados

Bibliografias relacionadas 

Fortificações no Brasil
Augusto Fausto de Souza

Artigo
1885
 
Fortificações do Brasil
Carlos Miguez Garrido

Livro
1940
 
Fortalezas Multimídia
Roberto Tonera

Cd-Rom
2001
 
A defesa do oeste colonial no contexto da segunda metade do século XVIII: o sul da Capitania de Matto Grosso
Bruno Mendes Tulux

Artigo - Anais
2008
 
Hombres, poder y conflicto: estudios sobre la frontera colonial sudamericana y su crisis
Paulo César Possamai
Emir Reitano

Livro
2015
 
Memória sobre as fortificações de Mato Grosso.
Antônio Leôncio Pereira Ferraz

Artigo
1927
 
Instalação de "Depósitos de Disciplina" nas fortalezas

Documento Impresso
1880
 
Viagem ao redor do Brasil, 1875-1878
João Severiano da Fonseca

Livro
1880
 
Relatório do Ministro da Guerra, Sebastião do Rego Barros, em 1838
Sebastião do Rego Barros

Documento Impresso
1838
 
Relatório do Ministro da Guerra, José Marianno de Mattos, em 1864
José Marianno de Mattos

Documento Impresso
1864
 
Relatório do Ministro da Guerra, Manuel José Vieira Tosta, Barão de Muritiba, em 1870
Manuel José Vieira Tosta (Muritiba)

Documento Impresso
1870
 
Relatório do Ministro da Guerra, José Maria da Silva Paranhos, Visconde do Rio Branco, em 1871
José Maria da Silva Paranhos

Documento Impresso
1871
 
Relatório do Ministro de Guerra, José Maria da Silva Paranhos, em 1871
José Maria da Silva Paranhos

Documento Impresso
1871
 
Relatório do Ministro da Guerra, José Egídio Gordilho de Barbuda Filho, Visconde de Camamú, em 1865
José Egídio Gordilho de Barbuda Filho

Documento Impresso
1865
 
Relatório do Ministro da Guerra, Ângelo Moniz da Silva Ferraz, em 1866
Ângelo Moniz da Silva Ferraz

Documento Impresso
1866
 
Relatório do Ministro da Guerra, João Lustoza da Cunha Paranaguá, em 1867
João Lustoza da Cunha Paranaguá

Documento Impresso
1867
 
Relatório do Ministro da Guerra, João Lustoza da Cunha Paranaguá, em 1868
João Lustoza da Cunha Paranaguá

Documento Impresso
1868
 
Relatório do Ministro da Guerra, Manuel José Vieira Tosta, Barão de Muritiba, em 1869
Manuel José Vieira Tosta (Muritiba)

Documento Impresso
1869
 
Anais do Rio de Janeiro (1835)
Balthazar da Silva Lisboa

Documento Impresso
1835
 

 Imprimir Bibliografias relacionadas



Links relacionados 

Forte de Miranda
Página da enciclopédia Wikipédia versando sobre o Forte de Miranda, que se localizava no Presídio de Miranda, à margem direita do rio M'boteteí (atual rio Miranda), afluente da margem esquerda do rio Paraguai, hoje cidade de Miranda, no Estado de Mato Grosso do Sul, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_de_Miranda

 Imprimir Links relacionados

Contribuições

Atualizado em 23/05/2013 pelo tutor Roberto Tonera.

Com a contribuição de conteúdo de: Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contribuições com mídias: Projeto Fortalezas Multimídia (Lauro) (3), Projeto Fortalezas Multimídia (Jaime José S. Silva) (1).


  • Forte da Vila de Miranda

  • Forte de Miranda

  • Forte

  • 1797 (DC)




  • Portugal


  • Desaparecida






  • Desaparecida

  • ,00 m2

  • Continente : América do Sul
    País : Brasil
    Estado/Província: Mato Grosso do Sul
    Cidade: Miranda

    Localizado à margem direita do rio M'boteteí (atual rio Miranda), afluente da margem esquerda do rio Paraguai, hoje cidade de Miranda, no Estado de Mato Grosso do Sul.


  • Lat: 20 14' 23''S | Lon: 56 23' 9''W





  • Reduto poligonal quadrangular, com um redente ao centro de cada face. O seu plano mostra os edifícios de serviço distribuídos no terrapleno ao abrigo das muralhas (estacas de madeira e terra apiloada), e um fosso defendendo o perímetro externo.





Imprimir o conteúdo


Cadastre o seu e-mail para receber novidades sobre este projeto


Fortalezas.org > Fortificação > Forte da Vila de Miranda