Castle of Sanlúcar de Guadiana

Sanlúcar de Guadiana, Huelva - Spain

O “Castelo de Sanlúcar de Guadiana”, também referido como “Castelo de São Marcos” localiza-se no município de Sanlúcar de Guadiana, na província de Huelva, na Comunidade Autónoma de Andaluzia, na Espanha

Situa-se no alto de uma colina, em posição dominante sobre a vila, na margem esquerda do rio Guadiana, em posição fronteira a Alcoutim e ao seu castelo na margem oposta, em território português.

História

Sob a proteção do reino Taifa de Niebla, alguns grupos muçulmanos fixaram-se nesta zona.

A atual povoação surgiu no contexto da Reconquista cristã da região, em meados do século XIII, por Sancho II de Portugal (1223-1248) quando foi iniciada a primitiva fortificação (1239), integrando uma rede defensiva em pontos estratégicos do curso do Guadiana.

Posteriormente, pelos termos do Tratado de Badajoz (1267) era reconhecida a integração do Reino do Algarve na Coroa portuguesa e dos territórios da margem esquerda do Guadiana na de Castela, ficando assim este castelo integrado no território castelhano.

Sendo terras de reguengo, estes domínios logo passaram ao senhorio de Gibraleón. Mais tarde, já em mãos dos Pérez de Guzmán, a povoação recebeu o título de Vila, mercê outorgada por Isabel Guzmán de Ledesma.

No início do século XVI, Duarte de Armas no seu "Livro das Fortalezas" (c. 1509) assinalou, na margem esquerda do Guadiana, a existência de um “castelo velho”.

A morfologia da atual fortificação, com grossas torres circulares de pequena altura, adiantadas em relação às muralhas, situa os trabalhos de reconstrução no século XVI, possivelmente em 1542.

O Castillo de San Marcos

A sua última grande transformação ocorreu no contexto da Guerra da Restauração da Independência Portuguesa (1640-1668), no âmbito de um novo esquema de organização defensiva levado a cabo pela Coroa Espanhola para defender as suas praças fronteiriças desde a Andaluzia até à Galiza. Deste modo o antigo castelo foi reformado (1642), sob a invocação de San Marcos, e construiu-se o Forte de San Jerónimo. Neste momento, Sanlúcar de Guadiana recebeu o encargo do abastecimento da tropa espanhola aquartelada naquele trecho da fronteira. As novas defesas, entretanto, mostraram-se ineficazes, uma vez que a povoação e suas defesas foram tomada pelos portugueses (1666), que a conservaram até à assinatura do tratado de paz, em 1668. Devem-se a eles a execução da cisterna e possivelmente, em alguma medida, as meias-luas exteriores e o baluarte encastrado na torre nordeste.

Do século XX aos nossos dias

No século XX a fortificação foi utilizada como quartel da Guarda Civil até que, em fins da década de 1950 foi definitivamente abandonado.

Encontra-se classificado como "Bien de Interés Cultural" (BIC), na categoria "Monumento", desde 29 de junho de 1985.

Em ruínas, conservava a muralha exterior e parte dos edifícios originais quando, em 2011 o Ministério da Cultura Espanhol e a Junta de Andalucía projetaram a sua restauração. O projeto teve como objetivo, de forma ampla, a investigação sobre as técnicas de fortificação e a arquitetura militar, e, de modo particular, a proteção do monumento e seus valores materiais, culturais e paisagísticos, bem como a sua valorização pela sua abertura à visitação pública, e instalação de um Centro de Interpretação associado a outros da província e em Portugal.

A intervenção iniciou-se com trabalhos de prospecção arqueológica, passando-se à reabilitação do monumento, com a requalificação do antigo Quartel de Tropas como “Centro de Interpretación de las Fortificaciones del Bajo Guadiana”. O investimento ascendeu a 2.747.596,00 euros, tendo sido intervencionado ainda o Forte de San Jerónimo. (Fonte: Consejería de Cultura y Deporte de la Junta de Andalucía)

Características

Exemplar de arquitetura militar, medieval e moderna, de enquadramento rural, isolado.

Embora a construção da fortaleza senhorial remonte ao século XIII, a maior parte da estrutura que atualmente subsiste corresponde ao século XVI, quando se começou a aplicar à arquitetura militar um modelo de transição baseado em torres de muros espessos com pouca altura, e adiantadas com relação às muralhas.



 Related character


 Print the Related character

Contribution

Updated at 05/01/2015 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • Castle of Sanlúcar de Guadiana

  • Castillo de San Marcos

  • Fort

  • 1239 (AC)



  • Sancho II de Portugal

  • Spain


  • Restored and Well Conserved

  • National Protection
    Encontra-se classificado como "Bien de Interés Cultural" (BIC), na categoria "Monumento", desde 29 de junho de 1985.





  • Tourist-cultural Center

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Spain
    State/Province: Huelva
    City: Sanlúcar de Guadiana



  • Lat: 37 -29' 28''N | Lon: 7 27' 48''W






  • 2011: Intervenção de consolidação e restauro, com a requalificação do antigo Quartel de Tropas como “Centro de Interpretación de las Fortificaciones del Bajo Guadiana”. O investimento ascendeu a 2.747.596,00 euros, tendo sido intervencionado ainda o Forte de San Jerónimo.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Castle of Sanlúcar de Guadiana