Spitbank Fort

Portsmouth, England - United Kingdom

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte Spitbank”, também referido como “Spitsand Fort”, “Spit Sand Fort” ou “Spit Fort” localiza-se no Solent, um estreito que separa a Ilha de Wight da Grã-Bretanha, perto da cidade de Portsmouth, no condado de Hampshire, no Reino Unido.

O Solent encontra-se rodeado de fortificações para a defesa da costa, erguidas sobretudo no reinado de Henrique VIII de Inglaterra (1509-1547).

História

Este é um dos chamados “Fortes Palmerston”, também referidos como “Palmerston's Follies”, assim denominados em homenagem a Henry Temple, 3.º visconde Palmerston (Lorde Palmerson), primeiro-ministro inglês (1855-1858; 1859-1865). Esta linha defensiva foi erguida como resposta à percepção da Comissão Real de 1859 da ameaça de uma invasão francesa de Luís Napoleão III, em virtude das doutrinas da "Jeune École" do pensamento naval francês, que defendiam o ataque a portos com pequenas embarcações, em vez de ações da frota, mas também em virtude do surgimento dos primeiros couraçados.

A linha foi projetada para defesa do porto de Portsmouth, com as suas obras efetuadas pelo Royal Engineers e por empreiteiros civis sob a supervisão daquele corpo. Em acréscimo aos fortes então construídos - Forte Spitbank, Forte Horse Sand e Forte Santa Helena -, um extenso programa de modernização e reforço foi empreendido nas antigas fortificações na área.

Diante da derrota da França na Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), a ameaça naval desvaneceu-se.

Esses fortes voltaram a ser guarnecidos e artilhados posteriormente, no contexto dos dois conflitos mundiais (1914-1918 e 1939-1945), embora os armamentos mais pesados se tenham mostrado impopulares junto às populações locais, devido aos prejuízos causados por concussão (quebra de vidros) durante os exercícios de tiro.

O Forte Spitbank

Os seus trabalhos iniciaram-se em 1861, mas logo foram interrompidos para uma revisão acerca da melhor maneira de defender o Solent e a aproximação marítima ao porto de Portsmouth. Os trabalhos foram reiniciados em 1867, e concluídos em 1878.

Este forte é de menores dimensões que os dois principais fortes no Solent, o “Horse Sand Fort” e o "No Man’s Land Fort”. A sua função principal era a de constituir uma linha adicional de defesa para os navios que eventualmente conseguissem ultrapassar as duas fortificações principais.

O seu projeto original previa que fosse artilhado com 9 peças “rifled muzzle loader” (RMLs) de calibre 10 polegadas e peso de 18 toneladas pelo lado do mar, e 6 de mesmo tipo, de 7 polegadas e 7 toneladas pelo de terra. No entanto, por ocasião do término da construção, o projeto havia sido alterado e a bateria do lado do mar dispunha de 9 RMLs de 12,5 polegadas. A partir de 1884 foram instaladas peças mais modernas - retrocarga - de 12 polegadas, que estiveram em serviço até depois da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).

Em 1898, a função do forte foi alterada para defesa contra artilharia leve e o terraço foi equipado com 2 peças de 4,7 polegadas e holofotes. No início do século XX, todas menos três das grandes armas originais foram removidas. Pequenas atualizações para armas menores e holofotes continuaram a ter lugar através dos anos.

Encontra-se classificado como “Scheduled Ancient Monument” desde 1967.

O forte foi declarado excedentário às necessidades de defesa em 1962 e desligado do Ministério da Defesa em 1982.

Passou para mãos de particulares, sendo requalificado como um hotel pela empresa AmaZing Venues que o explorou sob a marca "Solent Forts". Oferecia 50 quartos, dispunha de salão de dança, restaurante e foi alugado para eventos. Nessa função foi palco para o Festival de Coalizão no Verão de 2009 e eventos de Psytrance e dança. Em 2009 foi colocado em leilão com o lance mínimo de £ 800.000 mas foi vendido antes do mesmo, alegadamente por mais de £ 1 milhão.

A partir de 4 de junho de 2002 foi usado como locação para o programa de TV britânico ''Banged Up With Beadle”. Durante seis semanas o apresentador Jeremy Beadle foi encarcerado em suas masmorras. Câmaras acompanhavam-no, mostrando como ele sobrevivia, além de adquirir habilidades com um membro diferente do público a cada semana. Estas habilidades eram postas à prova com uma aparição ao vivo, a cada noite de sábado em “Ant and Dec’s Takeaway”. As dependências do forte também foram destaque em um episódio da série “Most Haunted”.

A partir de abril de 2012 pertence à empresa Clarenco LLP, que também detém o “Horse Sand Fort” e o “No Man’s Land Fort”, tendo sido remodelado como um luxuoso “spa” e retiro, com 9 suítes, com projeto da PLC Architects.

Características

Exemplar de arquitetura militar, marítimo.

Apresenta planta circular com 49,4 metros de diâmetro na sua base, dividido em dois pavimentos e uma cave. Apresenta blindagem apenas pelo lado do mar.

Contribution

Updated at 13/06/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Spitbank Fort

  • Spitsand Fort, Spit Sand Fort, Spit Fort

  • Fort

  • 1861 (AC)

  • 1878 (AC)



  • United Kingdom


  • Featureless and Well Conserved

  • National Protection
    Encontra-se classificado como “Scheduled Ancient Monument” desde 1967.



  • + 44 23 9251 3887


  • Tourist-cultural Center

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : United Kingdom
    State/Province: England
    City: Portsmouth

    Royal Clarence Marina, Weevil Ln, Gosport, Hampshire PO12 1AX, Reino Unido


  • Lat: 50 -47' 47''N | Lon: 1 5' 57''W




  • 1878: bateria do lado do mar - 9 RMLs de 12,5 polegadas; bateria do lado de terra - 6 RMLs de 7 polegadas e 7 toneladas.
    1884: peças retrocarga de 12 polegadas.



  • Palmerston Fort



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Spitbank Fort