Forte da Barra

Santa Cruz da Graciosa, Autonomous Region of Azores - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (14)

Images (14)

O "Forte da Barra", também referido como “Bateria da Barra”, (PEGO, 1997:263; PEGO, 1998:221) localiza-se na freguesia e concelho de Santa Cruz da Graciosa, na ilha Graciosa, Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

Constituiu-se em uma fortificação destinada à defesa do Portinho da Barra contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do oceano Atlântico. Cruzava fogos com o Forte de Santa Catarina.

História

Terá sido erguida em algum momento no século XVIII, uma vez que não se encontra incluída pelo marechal Castelo Branco na relação "Fortificações nos Açores existentes em 1710", (op. cit., p. 180) mas já é uma das fortificações referidas na vila de Santa Cruz em 1738:

"(...) ajunto do porto barra aonde entram navios pequenos e fora da barra podem emquorar os navios que quizerem de alto bordo e 30 e 40 brasas de fundo, tem dois fortes com artilharia nas duas pontas do dito porto da barra e perto do portam [da vila] tem artilharia que se fecha o dito portam no veram (...)." (PICANÇO, 1982:386)

Em 1845 COSTA (2017) dá conta de o porto principal da ilha era o da Barra, e que no Forte da Barra estava colocado um padrão com a função de "(...) marcar a entrada aos navios, e barcos que demandam aquelle pòrto. (...) e dentro d'ella [baía] se acha o [Forte] da Barra, banhado ainda pelas agoas do mesmo mar. Ambos estão hoje em completo abandono." (Op. cit., p. 11)

A propósito das Ordenanças da ilha, o mesmo autor referiu as suas fortificações:

"As ordenanças, que existiam n'esta ilha foram creadas logo depois da povoação da villa Santa Cruz [a. 1470], com um só capitão-mór, comandante, e um sargento-mór com o soldo de vinte mil reis por anno. N'esta villa haviam sete companhias, que guarneciam os fortes de Santa Catharina, do Corpo Santo, da Barra, d'Affonso do Porto, da Victória, do Barro Vermelho e o das Fontinhas; e na villa da Praia cinco companhias [guarn [Forte de Santa Catarina] ecendo a bateria dos Remédios, os fortes da Arrochela e da Rocha, e os redutos da Areia, e dos Fenais?]. O primeiro capitão mór de toda a ilha foi André Gonçalves Neto. Haviam também artilheiros da costa, subordinados a dous cabos, cadaum em seu Concelho, vencendo estes cabos o seu soldo pago pelo rendimento das imposições, que então arrecadavam as camaras." (Op. cit., pp. 125-126)

A "Relação" do marechal de campo Júlio José Fernandes Basto, 1.º barão de Basto, comandante da 10.ª Divisão Militar (Açores), em 1862 assinalou que "Tem uma caza arruinada." e indicava que se encontrava entre os fortes na ilha "Incapazes desde muitos annos." (Op. cit., p. 269)

Encontra-se relacionada no "Catálogo provisório" em 1884. (PEGO, 1997:263) O mesmo autor descreve-a no "Tombo" em 1885. (PEGO, 1998:225)

A Resolução n.º 194/1990 de 26 de dezembro do Governo Regional dos Açores declarou a utilidade pública urgente da expropriação dos prédios que constituem o Forte da Barra, em Santa Cruz da Graciosa. (Jornal Oficial da Região Autónoma dos Açores, n.º 52, 26 de dezembro de 1990, Série I.)

As suas dependências atualmente sediam o Clube Naval da Ilha Graciosa. Podem ser observadas, no local, sete antigas peças de artilharia, antecarga, de alma lisa, de ferro, em avançado estado de deterioração.

Características

Exemplar de arquitetura militar, abaluartado, marítimo.

O "Tombo" em 1885 refere que estava erguida em pedra de basalto argamassada, ascendendo a aproximadamente 1530 m². Constituía-se de 2 muros formando um ângulo obtuso sobre o mar, onde se rasgavam 7 canhoneiras (4 pelo lado maior e 3 pelo lado menor) lajeadas de cantaria, desguarnecidas de artilharia, seguindo-se-lhe uma trincheira para fuzilaria, então bastante arruinada, na extensão de 25 a 30 metros. Um portão dava acesso ao cais da barra e a um barracão da Alfândega, que lhe era contíguo, servindo parte da muralha de parede ao fundo do dito barracão. A planta anexa indica ainda, no terrapleno, a edificação de um barracão da companhia baleeira.

  • Forte da Barra

  • Bateria da Barra

  • Battery





  • Portugal


  • Featureless and Semiconserved

  • Monument with no legal protection





  • Tourist-cultural Center

  • 1530,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Autonomous Region of Azores
    City: Santa Cruz da Graciosa



  • Lat: 39 -6' 60''N | Lon: 27 59' 50''W




  • 1885: não se encontrava artilhado.
    2013: 7 peças antecarga, de alma lisa, de ferro, em adiantado estado de corrosão.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte da Barra