Bracciano Castle

Bracciano, Rome - Italy

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Castelo de Bracciano”, popularmente referido como “Castello Orsini-Odescalchi”, localiza-se em Bracciano, na Província de Roma, Região Administrativa do Lácio, na Itália.

Situa-se na margem oeste do lago Bracciano, em posição dominante no centro histórico da povoação. Foi erguido no século XV e combinas as funções de defesa militar com a de palácio senhorial das famílias Orsini e Odescalchi. É considerado um dos maiores e mais bem conservados castelos no país. Atualmente abriga um museu e um centro de convenções.

Antecedentes

Remonta a uma das numerosas torres erguidas no século X como defesa contra os ataques de piratas do Norte de África, sendo designado como “Castrum Brachiani”. No século XI a região foi adquirida pela família Prefetti di Vico, que transformou esta primitiva torre em um castelo. O historiador alemão Ferdinand Gregorovius, no século XIX referiu a posse de Bracciano pelos Orsini de 1234 a 1375 quando se tornou uma possessão Papal.

Em 1419 o Papa Mantinho V (1417-1431), da família Colonna, confirmou o feudo de Bracciano ao ramo da família Orsini de Tagliacozzo. Sob o governo desta poderosa família, Bracciano tornou-se uma cidade florescente, conhecida em toda a Península Itálica por seu castelo.

O castelo quinhentista

Com traça do arquiteto Francesco di Giorgio Martini, a construção do atual castelo foi iniciada por Napoleone Orsini em 1470, tendo as obras sido concluídas por seu filho, Virginio Gentil, em 1485.

Ao longo dos séculos, o castelo foi palco de muitas disputas entre as famílias Colonna e Borgia. Se em 1481 recebeu o Papa Sisto IV (O.F.M.) (1471-1484), em fuga da epidemia de um surto de peste em Roma (a “Sala Papalina”, numa das torres, recorda essa estadia, momento em que foi decorada com afrescos de autoria dos irmãos Taddeo e Federico Zuccari), quatro anos mais tarde (1485) a cidade e o castelo foram devastadas por tropas papais sob o comando de Prospero Colonna. Quando das suas reparações, foi-lhe acrecentada uma nova linha de muralhas.

Em 1494 Carlos VIII de França (1483-1498) e suas tropas, em marcha sobre Roma, foram recebidos em Bracciano. Este gesto conduziu à excomunhão dos Orsini. Pouco depois, em 1496, o castelo sob o domínio dos Orsini, politicamente bem conectados e prósperos, atraiu a ira do Papa Alexandre VI (14921503), cujo filho, João Bórgia, 2.º duque de Gandía, comandou um exército papal e tentou capturá-lo. Os Orsini, entretanto, resistiram ao ataque. César Bórgia, um dos filhos naturais de Alexandre, alguns anos mais tarde também fracassou na tentativa de conquistar o castelo. Nesse período, o conjunto sofreu modificações, nomeadamente a decoração dos aposentos, sob a forma de pinturas e afrescos de autoria do pintor e escultor, Antoniazzo Romano, e dos irmãos Taddeo e Federico Zuccari.

Do século XVI aos nossos dias

O século XVI foi um período de esplendor para Bracciano e o seu castelo. Em 1558, Paolo Giordano I Orsini, por casamento com Isabella de Médici, filha de Cosme I, Grão-Duque da Toscana, recebeu o título de duque de Bracciano. No entanto, a vida luxuosa e a ganância da família Orsini eventualmente afetaram as condições económicas do ducado. O último grande governante foi Paolo Giordano II, um patrono das artes e das letras que fez de Bracciano um centro de cultura na Península Itálica. O declínio culminou em 1696, quando o castelo foi vendido a Livio Odescalchi, sobrinho do Papa Inocêncio XI (1676-1689). O imóvel permanece nas mãos da família Odescalchi até aos nossos dias. O imperador Leopoldo I da Áustria (1658-1705), como reconhecimento pelos serviços prestados na guerra contra os turcos, outorgou a Livio o título honorífico de príncipe do Sacro Império Romano. 

Na sequência da ocupação francesa na década de 1790, o castelo foi despojado de seu valioso mobiliário. O castelo e os seus bens estiveram na posse do duque Marino Torlonia, da família Torlonia, até 1848, quando foram vendidos ao Príncipe Livio Odescalchi III.

Em nossos dias, o castelo é utilizado como um Centro de Convenções, disponível para jantares de gala e recepções, tendo capacidade para até 1.400 pessoas. Outra de suas atrações é o museu histórico, criado pelo Príncipe Livio Odescalchi IV, aberto ao público desde 1952. Em seu acervo conta com peças de armaria, mobiliário, pinturas, livros, manuscritos, afrescos e peças de decoração em geral.

Características

Exemplar de arquitetura militar e civil, em estilo Renascentista.

Com uma área construída de 3.000 m², as muralhas do castelo são amparadas por seis torres. O portão de entrada do castelo rasga-se na base da torre oeste: a partir dele, abre-se ao visitante o hall de entrada, conhecida como o Hall do Papa, em homenagem a Sisto IV que aqui esteve como convidado em 1481. O hall, dominado por uma larga escadaria circular, conduz ao estúdio e à biblioteca. Uma terceira sala também recebe o nome de um convidado ilustre, que aqui esteve em 1900: o rei Umberto I de Itália. Após a Sala do Tríptico e o Hall de Pisanello, sucede-se o Hall dos Césares, ao longo de cujas paredes - decoradas por afrescos de Antoniazzo Romano - enfileiram-se os bustos dos doze Césares.

Outra sala digna de nota é a dos Orsini. Após o Hall de Isabella, o visitante sobe as escadas até ao segundo pavimento onde ingressa no Hall de Hércules e no Hall de Armas, onde pode apreciar uma vasta coleção de armaduras medievais. Da “loggia”, inicia-se um passeio panorâmico ao longo do adarve, que une as seis torres, e do qual se pode admirar o Jardim Secreto. Um elegante pórtico assinala o fim do percurso.

Eventos

O castelo é procurado para a realização de eventos. Entre esses destacaram-se:

− as bodas da atriz Isabella Rossellini com o cineasta Martin Scorsese (1979), tendo como padrinho Robert de Niro;

− as bodas da modelo Michelle Hunziker com o cantor Eros Ramazzotti (1998);

− as bodas da correspondente internacional da CNN, Chistiane Amanpour, com o ex-porta-voz do Departamento de Estado Estadunidense, James Rubin (2000);

− as bodas dos atores Tom Cruise e Katie Holmes (novembro de 2006); e

− as bodas do bilionário e colecionador de arte britânico James Stunt com Petra Ecclestone, filha do bilionário dirigente da Fórmula Um, Bernie Ecclestone (agosto de 2011).

A lenda do Castelo

A tradição local afirma que o castelo é mal-assombrado, associando-o a uma antiga maldição.

De acordo com uma versão, o senhor do castelo, príncipe de Bracciano, Paolo Giordano Orsini, tendo-se apaixonado por Vittoria Accoramboni, estrangulou em Florença a sua esposa legítima, a poetisa e música Isabella de Médici, então com trinta e quatro anos de idade. Não satisfeito, Orsini teria mandado assassinar o marido de Vittoria. O casal, assim unido, teria habitado o castelo, sobre o qual paira a sombra do duplo homicídio, e no qual se afirma, circula o fantasma da duquesa Isabella de Médici.

Outra versão da lenda afirma que a duquesa recebia os seus numerosos amantes em seus aposentos por uma porta secreta. Exigente e caprichosa castigava aqueles que não conseguiam satisfazê-la, fazendo-os sair por uma porta diversa, que acedia um profundo poço onde afiadas pontas de ferro os puniam com a morte.

Ao tomar ciência das infidelidades da esposa, Orsini, a princípio, recusou-se a acreditar. Entretanto, durante as férias na residência do casal em Florença, escondendo-se, ouviu a confissão da duquesa. Com a sua honra ultrajada, estrangulou-a. Embora o crime tenha ocorrido em Florença, o fantasma vaga no castelo em Bracciano, nomeadamente no quarto onde a duquesa mantinha os seus encontros.

Uma variante desta última lenda assegura, entretanto, que a saída dos infelizes amantes do quarto conduzia às águas profundas do lago.

Contribution

Updated at 01/03/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Bracciano Castle

  • Castello Orsini-Odescalchi

  • Castle

  • 1470 (AC)

  • 1485 (AC)



  • Italy


  • Restored and Well Conserved






  • Historical museum

  • 3000,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Italy
    State/Province: Rome
    City: Bracciano



  • Lat: 42 -7' 45''N | Lon: 12 -11' 20''E










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Bracciano Castle