Redoubt of Formigal

Torres Vedras, Lisboa - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte da Casa” (“Obra Militar n.º 38”) localiza-se na freguesia de União das Freguesias de Póvoa de Santa Iria e Forte da Casa, concelho de Vila Franca de Xira, distrito de Lisboa, em Portugal.

História

Foi construído no arranque da segunda linha de fortificações, numa posição estratégica privilegiada na Serra da Albueira, integrada numa série de sete fortes que se estendiam desde a margem do Rio Tejo até às alturas da serra. Tinha como objetivo impedir o avanço do exército inimigo pelas duas principais estradas de acesso à capital, a Estrada Real D. Maria I, que corria junto ao rio, e a Estrada Real de Vialonga.

Em 1810 o Major Brandão de Sousa deu a designação de “da Caza” a esta obra militar. Tendo as forças napoleónicas sido detidas na Primeira das Linhas de Torres Vedras, este forte não chegou a entrar em ação.

As estruturas originais do forte foram postas a descoberto por escavações arqueológicas em 2008 e 2010, no contexto das comemorações do bicentenário da Linhas de Torres Vedras. O fosso, o paiol e as canhoneiras são visitáveis com o auxílio de painéis com sinalética informativa, que proporcionam um enquadramento histórico.

Foi declarado em Vias de Classificação, incluído no processo da “1.ª e 2.ª Linhas de Defesa a Norte de Lisboa durante a Guerra Peninsular, também conhecidas como Linhas de Torres, nos concelhos de Arruda dos Vinhos, Loures, Mafra, Sobral de Monte Agraço, Torres Vedras e Vila Franca de Xira, no distrito de Lisboa” (128 obras militares), pelo anúncio n.º 12/2013, publicado no Diário da República, 2.ª Série, n.º 9, de 14 de janeiro.

O conjunto das fortificações das Linhas de Torres Vedras foi declarado património nacional pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) no dia 1 de março de 2018, sendo classificado como Monumento Nacional em 21 de março de 2019.

Características

Exemplar de arquitetura militar oitocentista, de enquadramento rural, isolado, na cota de 41 metros acima do nível do mar, e próximo ao Rio Tejo. Apresenta planta de um undecágono irregular, em cujos muros se abriam 6 canhoneiras, e foi artilhada com 5 peças do calibre 9. Ao centro dispunha-se o paiol. Tinha capacidade para uma guarnição de 340 homens, artilheiros e ordenanças portugueses. Os seus muros eram precedidos por um fosso seco. Em caso de ataque, na retaguarda dispunha do auxílio das milícias nacionais sob o comando do coronel Carlos Frederico Lecor.

  • Redoubt of Formigal

  • Forte do Formigal, Obra Militar n.º 32

  • Redoubt

  • 1809 (AC)

  • 1810 (AC)


  • Maria I of Portugal

  • Portugal


  • Semiconserved Ruins

  • National Protection
    O conjunto das fortificações das Linhas de Torres Vedras foi declarado património nacional pela Direção-Geral do Património Cultural (DGPC) no dia 1 de março de 2018, sendo classificado como Monumento Nacional em 21 de março de 2019.





  • Tourist-cultural Center

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Lisboa
    City: Torres Vedras



  • Lat: 39 -5' 26''N | Lon: 9 22' 22''W




  • 1810: 3 peças do calibre 12 e 1 do calibre 9.



  • Fortificação das Linhas de Torres Vedras



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Redoubt of Formigal