St. Helens Fort

Portsmouth, England - United Kingdom

O “Forte Santa Helena” (em inglês, “St. Helens Fort”) localiza-se no Solent, um estreito que separa a Ilha de Wight da Grã-Bretanha, perto da cidade de Portsmouth, no condado de Hampshire, no Reino Unido.

História

Antecedentes

O Solent encontra-se rodeado de fortificações para a defesa da costa, erguidas sobretudo no reinado de Henrique VIII de Inglaterra (1509-1547).

Este é um dos chamados “Fortes Palmerston”, também referidos como “Palmerston's Follies”, assim denominados em homenagem a Henry Temple, 3.º visconde Palmerston (Lorde Palmerson), primeiro-ministro inglês (1855-1858; 1859-1865). Esta linha defensiva foi erguida como resposta à percepção da Comissão Real de 1859 da ameaça de uma invasão francesa de Luís Napoleão III, em virtude das doutrinas da "Jeune École" do pensamento naval francês, que defendiam o ataque a portos com pequenas embarcações, em vez de ações da frota, mas também em virtude do surgimento dos primeiros couraçados.

A linha foi projetada para defesa do porto de Portsmouth, com as suas obras efetuadas pelo Royal Engineers e por empreiteiros civis sob a supervisão daquele corpo. Em acréscimo aos fortes então construídos - Forte Spitbank, Forte Horse Sand e Forte No Man's Land -, um extenso programa de modernização e reforço foi empreendido nas antigas fortificações na área.

Diante da derrota da França na Guerra Franco-Prussiana (1870-1871), a ameaça naval desvaneceu-se.

Esses fortes voltaram a ser guarnecidos e artilhados posteriormente, no contexto dos dois conflitos mundiais (1914-1918 e 1939-1945), embora os armamentos mais pesados se tenham mostrado impopulares junto às populações locais, devido aos prejuízos causados por concussão (quebra de vidros) durante os exercícios de tiro.

Em nossos dias, o seu principal papel tem sido como faróis de auxílio à navegação.

O Forte Santa Helena

Foi erguido entre 1867 e 1880 como resultado das conclusões da Comissão Real para proteger o ancoradouro de St Helens. As suas obras foram vítima de falta de recursos, o que levou a diversas alterações no projecto original, culminando com a instalação de uma peça “rifled muzzle loader” (RMLs) de calibre 12,5 polegadas e peso de 38 toneladas pelo lado do mar, e duas de mesmo tipo, de 10 polegadas e 18 toneladas pelo lado de terra.

Em nossos dias o forte encontra-se em mãos de particulares, não se encontrando aberto ao público. Esteve colocado à venda em 2003. Qualquer residente particular não poderia ter acesso aos serviços municipais, embora o forte conte com o seu próprio poço artesiano.

Anualmente, normalmente em agosto, quando da maré mais baixa do ano, os habitantes da região realizam uma caminhada coletiva, de ida e volta da praia de St. Helens ao forte, momento em que a calçada original, utilizada para o transporte dos materiais de construção, a partir da antiga Igreja de St. John, fica a descoberto. É tradicional a realização de um churrasco após a travessia. Embora seja um movimento popular espontâneo, os clubes navais locais disponibilizam barcos de apoio.

Contribution

Updated at 13/06/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • St. Helens Fort


  • Fort

  • 1867 (AC)

  • 1880 (AC)



  • United Kingdom


  • Featureless and Semiconserved






  • Without defined use

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : United Kingdom
    State/Province: England
    City: Portsmouth



  • Lat: 50 -43' 42''N | Lon: 1 5' 2''W



  • Não se encontra aberto à visitação pública.


  • 1880: uma peça “rifled muzzle loader” (RMLs) de calibre 12,5 polegadas e peso de 38 toneladas pelo lado do mar, e duas de mesmo tipo, de 10 polegadas e 18 toneladas pelo lado de terra.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > St. Helens Fort