Castle of Idanha-a-Nova

Idanha-a-Nova, Castelo Branco - Portugal

O “Castelo de Idanha-a-Nova” localiza-se na freguesia de União das Freguesias de Idanha-A-Nova e Alcafozes, concelho de Idanha-a-Nova, distrito de Castelo Branco, em Portugal.

Situa-se sobre um esporão rochoso à margem direita do rio Pônsul, dominando a povoação.

História

Antecedentes

Nas campinas de Idanha-a-Nova existiu uma “villa” romana, conforme testemunha a descoberta de um mosaico.

À época da Reconquista cristã a região foi conquistada pelas forças de Afonso I de Portugal (1143-1185), aqui se estabelecendo a raia frente ao Reino de Leão e ao Califado Almóada. Para vigiá-la e defendê-la, os domínios de Idanha-a-Velha e Monsanto foram doados aos cavaleiros da Ordem do Templo, com o encargo de os repovoar e defender:

"Afonso, notável rei dos Portugueses [‘Portugalensis Rex’], filho de Henrique e da Rainha D. Teresa e neto do grande e ilustríssimo Imperador de Espanha, por nós ao mestre Galdino [Gualdim] e a todos os Irmãos da Ordem dos Templários que estão no meu reino, faço uma vasta e fortíssima doação da região da Idanha [-a-Velha] e de Monsanto com os limites: Seguindo o curso da água do rio Erges e entre o meu reino e o de 'Legiones' até entrar no [rio] Tejo e da outra parte seguindo o curso da água do [rio] Zêzere que igualmente entra no Tejo (...)." (Carta de Doação de Idanha-a-Velha e Monsanto, 30 de novembro de 1165)

O castelo medieval

Sancho I de Portugal (1185-1211) confirmou a doação de Idanha-a-Velha ao 7.° Mestre da Ordem, D. Lopo Fernandes (1197), que complementou, em 1199, com a doação da Açafa. Constituiu-se assim um vasto domínio que se estendia do termo de Idanha até ao de Belver.

A partir de 1187 a Ordem do Templo terá erguido neste local um castelo, sob a direção de D. Gualdim Pais, com estrutura semelhante às dos castelos de Almourol, Monsanto, Pombal, Tomar e Zêzere, seus contemporâneos. Sob a proteção dos seus muros desenvolveu-se uma povoação, ao mesmo tempo em que Idanha entrava em progressiva decadência.

O soberano outorgou carta de foral a esta nova povoação em 1201, vindo a doação e o foral a serem confirmada por Afonso II de Portugal (1211-1223) em 1229, rebatizando a povoação com o nome de Idanha-a-Nova, para distingui-la da antiga Idanha, doravante designada como Idanha-a-Velha, a 18 quilómetros de distância, a montante do rio.

Sob o reinado de Dinis I de Portugal (1279-1325), diante da extinção da Ordem, os bens da mesma ficaram “reservados” por determinação do soberano, transitando para a Coroa entre 1309 e 1310. Esses mesmos bens passariam para a recém-criada Ordem de Cristo em 26 de novembro de 1319.

Manuel I de Portugal (1495-1521), manifestou admiração com a diferença do desenvolvimento das duas Idanha (1496). Idanha-a-Nova e suas defesas encontram-se figurados por Duarte de Armas no “Livro das Fortalezas” (c. 1509), onde podemos observar as troneiras na torre de menagem, de planta pentagonal, que controlava o acesso à barbacã; surgiam, também, nos muros junto da entrada da barbacã. O soberano outorgou o Foral Novo à vila em junho de 1510.

Do século XVI aos nossos dias

Atualmente as ruínas – bem conservadas - do antigo castelo medieval constituem uma das atrações turísticas municipais. Entretanto, não se encontram classificadas ou protegidas.

Características

Exemplar de arquitetura militar, em estilo gótico, de implantação rural, isolado. Em torno de si nasceu e desenvolveu-se a atual povoação.

O conjunto fortificado era constituído por uma cidadela, dominada por uma torre de menagem, e uma cerca muralhada, amparada por torres e rasgada por portas, envolvendo a primitiva povoação. Essa cerca amuralhada é de construção mais moderna e tanto esta, como a cidadela, sofreram várias reconstruções ao longo dos séculos.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography

Contribution

Updated at 02/06/2016 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

With the contribution of contents by: Ion Cibotari.


  • Castle of Idanha-a-Nova


  • Castle



  • Gualdim Pais

  • Sancho I of Portugal

  • Portugal


  • Conserved Ruins

  • Monument with no legal protection





  • Tourist-cultural Center

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Castelo Branco
    City: Idanha-a-Nova



  • Lat: 39 -56' 48''N | Lon: 7 14' 12''W







  • Castelo Templário



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Castle of Idanha-a-Nova