Forte de Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo

Paulista, Pernambuco - Brazil

O Forte do pau-Amarelo localiza-se na praia do Pau Amarelo, cerca de 16 Km ao norte de Olinda (atual município de Paulista), no Estado de Pernambuco, local onde desembarcaram os cerca de sete mil holandeses (15/fev/1630) que, marchando por terra sob o comando de Diederik van Waerdenburch, tomaram Olinda.

Uma Carta-régia de 1703 determinava a construção de um forte na enseada do Pau Amarelo, definindo os recursos a serem utilizados (oriundos da própria Capitania de Pernambuco), encaminhando a planta e respectivas notas explicativas, de autoria do Engenheiro Francisco Pimentel. Alterações estavam previstas, de modo "a melhor se acomodarem ao terreno" a critério do Sargento-mór Engenheiro da Capitania. Havia também à época um projeto para construção da fortaleza sobre os recifes da barra, de autoria de D. Fernando Martins Mascarenhas de Lencastre, considerando uma melhor eficiência da artilharia.

Segundo Barretto (1958), o forte seria erguido a partir de 1729 pelo governador da Capitania de Pernambuco, Duarte Sodré (1729-38), com planta no formato de um polígono retangular com duas guaritas nos vértices voltados para o mar. Em 1745 apenas estavam concluídos uma bateria e dois meio-baluartes, além de uma muralha da segunda bateria, que servia para dar sustentação ao terrapleno, ainda não concluído. Os Quartéis eram cobertos de palha, e abrigavam o Corpo da Guarda, a Cozinha, o Paiol e a Casa da Palamenta. Estava guarnecido à época por um Tenente, um Condestável, cinco soldados fuzileiros e dois soldados artilheiros, e artilhado com quatro peças.

Em 1762 o revelim ainda não estava completo e o fosso por abrir. No ano seguinte, uma parte do fosso estava aberta. Em 1801 a estrutura estava guarnecida e artilhada com doze peças dos calibres de 40 a 10, embora em 1808 as suas obras ainda estivessem incompletas. Em 1817 estava artilhado com três peças de bronze e vinte e quatro de ferro de diferentes calibres, guarnecida por 14 praças sob o comando de um Tenente. Souza (1885) informa que o Aviso Ministerial de 04/mai/1877 determinou fossem conservadas as suas obras, e atribui-lhe oito peças, de calibres 24 libras a 9, enterradas na areia. Por não possuir muralhas defendendo o seu perímetro, tecnicamente é considerado apenas uma bateria.

Conhecido popularmente como Forte do Pau Amarelo, o imóvel, de propriedade da Prefeitura do Município de Olinda, foi tombado como Patrimônio Histórico e Artístico Nacional em 1938. Sofrerá a primeira intervenção de restauro pelo IPHAN em 1973 em conjunto com o Exército, passando a ser administrado pela própria Prefeitura.

Uma nova intervenção ocorrerá em 1980, passando o forte a abrigar um Posto Policial. Durante o ano de 2001 foi assinado um convênio entre a Prefeitura e o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (IPAD), instituição de consultoria sem fins lucrativos, para a restauração do forte. Os recursos para a realização da primeira fase do projeto (R$ 130.000,00), vêm do Orçamento Geral da União. Dentro do projeto de revitalização da área, está incluído o disciplinamento do comércio local, a instalação de um posto do Banco do Brasil e outro da Polícia Militar e a transformação de uma quadra já existente em uma praça para grandes eventos.

Nas salas localizadas no térreo do forte, que chegaram a ser invadidas por famílias de baixa-renda, vão ser instaladas lojas de artesanato, um centro de informações turísticas e um Museu histórico da cidade. Com a restauração, a Secretaria de Turismo espera estimular o fluxo de visitantes, gerando renda e empregos para o município. Para facilitar os trabalhos previstos no projeto envolvendo o forte, a Prefeitura está reivindicando sua propriedade à União, isto porque a construção é tombada em âmbito federal. Com a transferência da propriedade, a Secretaria de Turismo pretende diminuir a burocracia necessária para que se realize alguma intervenção no monumento. O forte encontra-se aberto diáriamente à visitação.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 

Fortificações do Brasil
Carlos Miguez Garrido

Book
1940
 
Fortificações do Brasil: Resumo Histórico
Anníbal Barretto

Book
1958
 
Fortificações no Brasil
Augusto Fausto de Souza

Article
1885
 
Fortificações Portuguesas no Brasil
Arnaldo Manuel de Medeiros Ferreira

Book
2004
 
Fortificações Portuguesas - Da ''Feitoria-Fortaleza'' aos Fortes de Pernambuco (II)
Arnaldo Manuel de Medeiros Ferreira

Article
2002
 
Fortificações Portuguesas no Brasil - Da ''Feitoria - Fortaleza'' aos Fortes de Pernambuco
Arnaldo Manuel de Medeiros Ferreira

Article
2002
 
Fortalezas Multimídia
Roberto Tonera

Cd-Rom
2001
 
Relatório do Ministro da Guerra, Sebastião do Rego Barros, em 1838
Sebastião do Rego Barros

Printed Document
1838
 
Relatório do Ministro da Guerra, João Paulo dos Santos Barreto, em 1846
João Paulo dos Santos Barreto

Printed Document
1846
 
Relatório do Ministro da Guerra, João Paulo dos Santos Barreto, em 1847
João Paulo dos Santos Barreto

Printed Document
1847
 
Relatório do Ministro da Guerra, Manoel Felizardo de Souza e Mello, em 1848

Printed Document
1848
 
Relatório do Ministro da Guerra, João José de Oliveira Junqueira, em 1873
João José de Oliveira Junqueira

Printed Document
1873
 
Relatório do Ministro da Guerra, Filippe Franco de Sá, em 1884
Filippe Franco de Sá

Printed Document
1884
 
Relatório do Ministro da Guerra, Antônio Eleutério de Camargo, em 1885
Antonio Eleutério de Camargo

Printed Document
1885
 
Relatório do Ministro da Guerra, João José de Oliveira Junqueira, em 1886
João José de Oliveira Junqueira

Printed Document
1886
 
Relatório do Ministro da Guerra, Joaquim Delfino Ribeiro da Luz, em 1887
Joaquim Delfino Ribeiro da Luz

Printed Document
1887
 
Relatório do Ministro da Guerra, Thomaz José Coelho de Almeida, em 1888
Thomaz José Coelho de Almeida

Printed Document
1888
 
Relatório do Ministro da Guerra, Thomaz José Coelho de Almeida, em 1889
Thomaz José Coelho de Almeida

Printed Document
1889
 
Fortificaciones en Iberoamérica
Ramón Gutiérrez

Book
2005
 
Relatório do Ministro da Guerra, João Nepomuceno de Medeiros Mallet, em maio de 1902
João Nepomuceno de Medeiros Mallet

Printed Document
1902
 
Relatório do Ministro da Guerra, Francisco de Paula Argollo, em 1906
Francisco de Paula Argollo

Printed Document
1906
 
Relatório do Ministro da Guerra, Hermes Rodrigues da Fonseca, em maio de 1907
Hermes Rodrigues da Fonseca

Printed Document
1907
 
Relatório do Ministro da Guerra, Hermes Rodrigues da Fonseca, em junho de 1908
Hermes Rodrigues da Fonseca

Printed Document
1908
 
Relatório do Ministro da Guerra, José Caetano de Faria, em maio de 1916
José Caetano de Faria

Printed Document
1916
 
Relatório do Ministro da Guerra, José Caetano de Faria, em maio de 1918
José Caetano de Faria

Printed Document
1918
 
Relatório do Ministro da Guerra, Fernando Setembrino de Carvalho, em setembro de 1923
Fernando Setembrino de Carvalho

Printed Document
1923
 
Relatório do Ministro da Guerra, Fernando Setembrino de Carvalho, em novembro de 1924
Fernando Setembrino de Carvalho

Printed Document
1924
 
Relatório do Ministro da Guerra, Fernando Setembrino de Carvalho, em novembro de 1925
Fernando Setembrino de Carvalho

Printed Document
1925
 
Muralhas da memória: fortificações, patrimônio e turismo cultural
Adler Homero Fonseca de Castro

Article- Digital
2013
 
Relatório do Ministro da Marinha, Joaquim José Ignácio, em maio de 1862
Joaquim José Inácio

Printed Document
1862
 
 

 Print the Related bibliography



Related links 

Forte de Nossa Senhora dos Prazeres do Pau Amarelo
Página da enciclopédia Wikipédia versando sobre o Forte de Nossa Senhora dos Prazeres do Pau Amarelo, popularmente conhecido como Forte do Pau Amarelo, que se localiza na praia de Pau Amarelo, atual município de Paulista, a cerca de dezesseis quilômetros ao norte do centro histórico de Olinda, no litoral do Estado de Pernambuco, Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_de_Nossa_Senhora_dos_Prazeres_do_Pa...
Forte de Pau Amarelo
Site da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco - FUNDARPE, versando sobre o Forte de Pau Amarelo ou Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo, que se localiza na praia de Pau Amarelo no município de Paulista, no Estado de Pernambuco, Brasil.

http://www.cultura.pe.gov.br/forte_pau_amarelo.html
Arquivo Noronha Santos
Link para o Arquivo Noronha Santos, pertencente ao Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional -IPHAN, que dispõe de uma base de dados sobre os bens culturais tombados nacionalmente, inclusive as fortificações no Brasil. Para encontrar as fortificações, faça uma pesquisa (busca) na seção Livros do Tombo.

http://www.iphan.gov.br/ans/inicial.htm
Fortificações de Pernambuco
Website Pernambuco.com, apresenta informações acerca das seguintes fortificações localizadas no Estado de Pernambuco, Brasil: Forte das Cinco Pontas, Forte do Brum, Forte de São Francisco, Forte de Pau Amarelo, Forte de Orange, Forte Tamandaré, Forte Castelo do Mar e Forte Nossa Senhora dos Remédios.

http://www.pernambuco.com/turismo/fortes.shtml
Forte do Pau Amarelo
Website Brasil Arqueológico, da Equipe do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, versando sobre o Forte do Pau Amarelo, que se localiza na cidade de Olinda, Estado de Pernambuco.

http://www.brasilarqueologico.com.br/arqueologia-forte-pau-amarelo.php

 Print the Related links

Contribution

Updated at 09/12/2008 by the tutor Roberto Tonera.

With the contribution of contents by: Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • Forte de Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo

  • Forte do Pau-Amarelo

  • Fort

  • 1729 (AC)


  • Francisco Pimentel




  • Restored and Well Conserved

  • National Protection
    Patrimônio Histórico Nacional.
    Livro Histórico: Inscrição:045, Data:24-5-1938.
    Livro de Belas Artes: Inscrição:084, Data:24-5-1938.
    Nº Processo:0155-T-38.

  • Município de Olinda




  • Tourist-cultural Center

  • 0,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Pernambuco
    City: Paulista

    O Forte do Pau-Amarelo localiza-se na praia do Pau Amarelo, cerca de 16 Km ao norte de Olinda (atual município de Paulista), no Estado de Pernambuco.


  • Lat: 7 56' 48''S | Lon: 34 49' 25''W




  • Em 1801 a estrutura estava guarnecida e artilhada com doze peças dos calibres de 40 a 10, embora em 1808 as suas obras ainda estivessem incompletas. Em 1817 estava artilhado com três peças de bronze e vinte e quatro de ferro de diferentes calibres, guarnecida por 14 praças sob o comando de um Tenente. Souza (1885) informa que o Aviso Ministerial de 04/mai/1877 determinou fossem conservadas as suas obras, e atribui-lhe oito peças, de calibres 24 libras a 9, enterradas na areia. Por não possuir muralhas defendendo o seu perímetro, tecnicamente é considerado apenas uma bateria.


  • Sofrerá a primeira intervenção de restauro pelo IPHAN em 1973 em conjunto com o Exército, passando a ser administrado pela própria Prefeitura.
    Uma nova intervenção ocorrerá em 1980, passando o forte a abrigar um Posto Policial. Durante o ano de 2001 foi assinado um convênio entre a Prefeitura e o Instituto de Apoio ao Desenvolvimento Tecnológico e Científico (IPAD), instituição de consultoria sem fins lucrativos, para a restauração do forte.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte de Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo