Forte Maurício do Penedo

Penedo, Alagoas - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (2)

Images (2)

O Forte Maurício do Penedo localizava-se à margem esquerda do Rio São Francisco, cerca de 30 Km acima da foz, na altura da Vila (atual cidade) do Penedo, no Estado de Alagoas. Erguido no contexto da Guerra Holandesa (1630-54) por determinação do Conde Johan Maurits van Nassau-Siegen (1604-79), quando batia as forças do Conde de Bagnuolo em retirada para a Bahia, após a queda da vila do Porto Calvo (mar/1637), ocasião em que se apodera da vila do Penedo. Destinava-se a interromper as comunicações e suprimentos de gado inimigos, por terra, para a Bahia (SOUZA, 1885:89). Figura nas ilustrações de Franz Post (1612-80) como "Castrum Maurity ad ripam Fluminis S. Francisci" (1637). NASSAU, sob o tópico "Fortificações", descreve-o:

"Tem cinco pontas, e está assentado sobre uma rocha escarpada que se eleva a 80 pés de altura sobre o rio. De um lado é tão escarpado que se faz inacessível, e do outro lado, onde de algum modo o inimigo poderia chegar, é defendido por três baluartes. Na sua vizinhança a terra é baixa, excetuando um monte, a qual durante todo o verão se cobre de água, que se eleva à altura de um homem. O forte tem altas muralhas e fossos fundos, mas secos (...)." (Breve Discurso, 14/jan/1638).

Complementavam a sua defesa, um fortim que lhe era fronteiro, do outro lado do rio, "(...) onde se fez uma bateria sobre uma árvore com três peças de calibre seis. (...)", e no mesmo lado rio, em um pântano junto à foz, mais "um reduto denominado 'Keert de Koe', que serve para dominar aí o rio, conservar o rio, proteger os nossos navios e termos um pé em terra nesse lugar." Nassau dá essas fortificações como sofrivelmente providas de artilharia, munição e víveres, guarnecidas por um efetivo de cerca de 300 homens. BARLÉU (1974) apenas refere o Forte Maurício e "outro junto à barra do rio [São Francisco]." (Op. cit., p. 43), transcrevendo relatório do próprio Nassau aos Estados Gerais e à direção da Companhia citando ter erguido "um forte bastante sólido (...) resolvendo colocar outro menor na própria foz." (Op. cit., p. 44). />
Sob o comando do holandês Henderson foi ampliado e melhorado (GARRIDO, 1940:81). Adriaen van der Dussen complementa, atribuindo-lhe um efetivo de seis companhias com 541 homens:

"(...) o forte Maurício, à margem do Rio São Francisco, no morro chamado Penedo, situado 5 ou 6 milhas da foz, rio acima; o morro é alto e íngreme e só há um ponto de aproximação pelo qual se pode chegar ao forte. (...) Está situado na margem Norte do rio e tem cinco baluartes, dos quais três estão voltados para o lado pelo qual é possível atingir o forte, que domina o rio e a planície em torno, que no verão o rio cobre. No forte estão 7 peças de bronze, 2 de 12 lb, 3 de 6 lb e 2 de 3 lb." (Relatório sobre o estado das Capitanias conquistadas no Brasil, 04/abr/1640).

BARLÉU (1974) transcreve o Relatório de Dussen: "(...) O forte Maurício presidia a passagem do rio de São Francisco, e está construído num morro alto e inclinado, a 5 ou 6 léguas do Oceano, na margem do norte. Dá acesso apenas de um lado. Poderoso pelos seus cinco bastiões e sete peças de metal, domina a planície circunjacente, submersa, durante os meses estivos, nas águas estagnantes." (Op. cit., p. 144) Atribui-lhe, entretanto, guarnição de 540 homens (Op. cit., p. 145-146).

Sitiado por forças portuguesas sob o comando do Capitão Valentim da Rocha Pita e do Capitão Nicolau Aranha, capitula em 19/set/1645 (SOUZA, 1885:89), sendo sua artilharia remetida para o Arraial (novo) do Bom Jesus. Foi reocupado por tropas holandesas entre nov/1646 e abr/1647, quando da tentativa mal-sucedida de reconquista da Bahia naquele ano.

O forte não sobreviveu à campanha: a pedido dos moradores foi arrasado até aos alicerces (SOUZA, 1885:89). GARRIDO (1940) refere que tanto em 1916, quanto em 1924, ocasiões em que visitou a cidade, o local em que existiu o forte, próximo ao Convento de São Francisco, ainda era conhecido como largo do Forte (Op. cit., p. 81), informação repetida por BARRETTO (1958:159). De acordo com o Guia Quatro Rodas Brasil (Editora Abril), as ruínas do antigo forte são ponto de interesse turístico em Penedo, à atual rua da Rocheira s/nr.



 Related character

Maurício de Nassau
Netherlands
 

 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography



Related links 

Forte Maurício do Penedo
Página da Enciclopédia Wikipédia versando sobre o Forte Maurício do Penedo, que localizava-se na altura da vila do Penedo do rio de São Francisco (atual Penedo), no atual Estado de Alagoas, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_Maur%C3%ADcio_do_Penedo

 Print the Related links

Contribution

Updated at 23/05/2013 by the tutor Roberto Tonera.

With the contribution of contents by: Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (2).


  • Forte Maurício do Penedo

  • Forte Maurício

  • Fort

  • 1637 (AC)



  • Maurício de Nassau

  • Netherlands


  • Abandoned Ruins






  • Ruins

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Alagoas
    City: Penedo

    Localizado à margem esquerda do Rio São Francisco, cerca de 30 Km acima da foz, na altura da Vila (atual cidade) do Penedo, no Estado de Alagoas.


  • Lat: 10 18' 51''S | Lon: 36 33' 44''W



  • De acordo com o Guia Quatro Rodas Brasil (Editora Abril), as ruínas do antigo forte são ponto de interesse turístico em Penedo, à atual rua da Rocheira s/nr.


  • De acordo com o Relatório sobre o estado das Capitanias conquistadas no Brasil, 04/abr/1640, estava artilhada com 7 peças de bronze, 2 de 12 lb, 3 de 6 lb e 2 de 3 lb.


  • Sob o comando do holandês Henderson foi ampliado e melhorado (GARRIDO, 1940:81).




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte Maurício do Penedo