Forte de São Jorge Velho

Olinda, Pernambuco - Brazil

O Forte de São Jorge Velho localizado no istmo de areia que liga Recife a Olinda, ao sul desta última, no litoral do Estado de Pernambuco.

A estrutura denominada de Forte de São Jorge por SOUZA (1885), conforme o histórico descrito será o Forte Novo de São Jorge (vide Forte do Brum). Embora confusas ambas as estruturas (Forte Velho e Forte Novo de São Jorge), o mesmo autor remonta o Forte de São Jorge (neste caso, o Forte Velho) a uma trincheira portuguesa conquistada pelo corsário inglês James Lancaster e retomada um mês mais tarde (mai/1595), quando foi reconstruída "com mais solidez" (op. cit., p. 82-83).

GARRIDO (1940) aprofunda a divergência, quando admite as três estruturas:

Forte Velho de São Jorge (citando GALANTI) - que denomina de Fortim do Bom Jesus, localizando-o próximo à Guarita de João Alberto (João de Albuquerque, cf. SOUZA, 1885:82) e sobre cujos vestígios teria sido erguido o Forte de Santo Antônio do Buraco (Forte Madame Bruyne) (op. cit., p. 66);

Forte Novo de São Jorge - que remonta à trincheira tomada por Lancaster (1695), que teria sido transformada em Fortim por Albuquerque (1629), conquistada por forças holandesas (1630) e por estes denominado de Sanct-Joris (op. cit., p. 66);

Fortaleza de São João Batista do Brum - iniciada em 1626 (1629?) por Diogo Paes e concluída pelas forças holandesas (op. cit., p. 69-71);

BARRETTO (1958) denomina esta estrutura como Fortim de São Jorge Velho, remontando-o a 1590, tendo sido sucedido, posteriormente, pelo Forte de Santo Antônio do Buraco (Forte Madame Bruyne). O mesmo autor prossegue, referindo que, à época da invasão holandesa (1630), esta estrutura encontrava-se em ruínas e a sua demolição foi ordenada pelo Superintendente da Guerra da Capitania de Pernambuco, Matias de Albuquerque (c. 1590-1647), devendo seu material e armamento serem aproveitados para a construção do novo Forte de São Jorge (op. cit., p. 143).

De acordo com as fontes holandesas coevas, materializada a invasão holandesa em fev/1630, o Forte Velho de São Jorge, em alvenaria de pedra, que os holandeses chamaram de Castelo de Terra, junto com o Forte de São Francisco (o Castelo do Mar), que lhe era fronteiro e com quem cruzava fogos, foram os únicos a oferecer resistência. Com as muralhas arrasadas pela artilharia inimiga, o seu comandante, Capitão Antônio de Lima, capitulou com honras militares (02/mar/1630) (SOUZA, 1885:82-83).

O francês MOREAU (1979), assim descreve a sua conquista:

"(...) [Cientes da tomada de Olinda, os ricos comerciantes de Amsterdão] despacharam logo outros navios que, mal chegaram, se juntaram às primeiras tropas e foram atacar um forte de pedra distanciado da cidade de Olinda uns três quartos de légua, situado sobre um dique [o istmo de areia que liga Recife a Olinda], ou melhor, uma ilha de uma légua de comprimento e quinhentos passos de largura, entre a terra firme e esta rocha comprida e larga [o recife de pedra] que borda toda a costa do Brasil, a um tiro de mosquete em direção ao mar."

Ocupado, foi batizado pelos holandeses de Forte Sanct Joris (GARRIDO, 1940:66). Figura nos mapas de Franz Post (1612-80) da Ilha de Antônio Vaz (1637), e de Mauritiopolis (1645. Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro), e no mapa "A Cidade Maurícia em 1644", de C. B. Golijath (in: BARLÉU, Gaspar. História dos feitos recentemente praticados no Brasil. Amsterdã, 1647).

Sobre esta estrutura, Nassau, no "Breve Discurso" de 14/jan/1638, sob o tópico "Fortificações", reporta:

"Fora do Recife encontra-se primeiro o velho castelo denominado São Jorge. Achando-se este castelo muito arruinado, os administradores do hospital pediram-no para servir de enfermaria, com promessa de repararem-no interiormente e conservarem-no à sua custa, utilizando-se dele até que seja necessário ao serviço militar e à defesa do Recife, o que resolvemos conceder-lhe para poupar despesas à Companhia, e porque este castelo é atualmente inútil, e sê-lo-á talvez também para o futuro. Contudo ficaram aí todas as peças."

O "Relatório sobre o estado das Capitanias conquistadas no Brasil", de autoria de Adriaen van der Dussen, datado de 04/abr/1640, complementa:

"À distância de dois tiros de mosquete do Recife, em direção à cidade de Olinda, pelo istmo, está o Castelo de São Jorge, feito de pedra, tendo do lado da cidade de Olinda um baluarte e um meio-baluarte, de construção elevada e no qual estão 13 peças de ferro, 1 de 12 libras, 1 de 9 lb, 6 de 6 lb, 3 de 5 lb, 1 de 4 lb, 1 de 3 lb; domina o istmo e a barra."

BARLÉU (1974) transcreve a informação: "(...) A dois tiros de mosquete do Recife, no caminho de Olinda, mesmo na costa, surge, num cimo bastante alto, o Forte de São Jorge, feito de pedra e resguardado por um bastião de mármore e assentando treze bocas de fogo contra a entrada do porto." (op. cit, p. 142)

MOREAU (1979), acerca do período entre 1646-48, ratifica, complementando: "(...) há sobre o dique [o recife de pedra], também, um bom forte de pedra, que serve como hospital e onde, pelo menos, há sempre uma companhia de guarda, três baterias de quatro canhões dominando o dique, o porto e o rio salgado."

Abandonado posteriormente, o material de suas ruínas será aproveitado para a restauração do Forte de São João Batista do Brum (1667). No seu local será erguida a Igreja de Nossa Senhora do Pilar (GARRIDO, 1940:66).



 



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography



Related links 

Forte de São Jorge Velho
Página da enciclopédia Wikipédia versando sobre o Forte de São Jorge Velho, que se localizava no istmo de areia que liga a cidade do Recife a Olinda, ao sul desta última, no litoral do atual Estado de Pernambuco, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_de_S%C3%A3o_Jorge_Velho

 Print the Related links

Contribution

Updated at 21/05/2013 by the tutor Roberto Tonera.

With the contribution of contents by: Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • Forte de São Jorge Velho

  • Fortim do Bom Jesus

  • Fort

  • 1590 (AC)




  • Portugal


  • Missing








  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Pernambuco
    City: Olinda

    Localizado no istmo de areia que liga Recife a Olinda, ao sul desta última, no litoral do Estado de Pernambuco.


  • Lat: 8 2' 24''S | Lon: 34 51' 57''W










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte de São Jorge Velho