Fortim da Ponta de Catuama

Ilha de Itamaracá, Pernambuco - Brazil

O Fortim da Ponta de Catuama estava localizado no extremo norte da Ilha de Itamaracá, dominando a barra norte do Canal de Santa Cruz (a barra de Catuama), no Estado de Pernambuco.

Erguido por forças portuguesas, provavelmente desde o final do século XVI, com a função estratégica de defesa da barra norte do Canal da Ilha (barra de Catuama) e do seu pequeno ancoradouro. No contexto da Guerra Holandesa (1630-54), a "Memória" de 20/mai/1630, oferecida ao governo holandês de Pernambuco por Adriaen Verdonck, cita:

"(...) há nessa ilha [de Itamaracá], em cima de um monte na entrada do rio, um pequeno reduto com 5 ou 6 peças que podem lançar balas de 6 a 7 libras e são chamadas meios-sacres." Nassau, no "Breve Discurso" de 14/jan/1638, sob o tópico "Fortificações", informa acerca desta estrutura:

"Na extremidade setentrional da mesma ilha [de Itamaracá], na entrada da barra do norte, há também um reduto com uma bateria que domina a dita entrada. Está assentado sobre um solo alto e pedregoso, pelo que não pode ter fossos fundos, mas está cercado de uma paliçada. Este reduto se acha inteiramente arruinado, e é forçoso que seja reconstruído."

 O "Relatório sobre o estado das Capitanias conquistadas no Brasil", de autoria de Adriaen van der Dussen, datado de 04/abr/1640, complementa: "Na entrada Norte do canal ou barra de Catuama, está situado um reduto quadrangular, em uma pequena eminência, que serve para impedir a barra. Monta 3 pequenas peças de ferro."

De acordo com Bento (1971), quando da contra-ofensiva portuguesa à Ilha da Itamaracá (jun/1646), o Sargento-mór Antônio Dias Cardoso foi o encarregado de atacar e arrasar as fortificações holandesas, o que foi cumprido, apresando dezoito peças de artilharia, e organizando redutos fronteiros à ilha com algumas dessas peças. O imperador D. Pedro II (1840-89) menciona as ruínas deste fortim no seu diário de viagem em 1859.

Souza (1885) registra esta estrutura, apontando-lhe a ruína, e Barretto (1958), o seu desaparecimento. No final do século XX, o sítio arqueológico foi pesquisado pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, que lhe identificou os vestígios.



 

Related bibliography 


 Print the Related bibliography



Related links 

Fortim da Ponta de Catuama
Página da Enciclopédia Wikipédia versando sobre o Fortim da Ponta de Catuama, que se localizava no extremo norte da ilha de Itamaracá, dominando a barra norte do canal de Santa Cruz (a barra de Catuama), no litoral do atual Estado de Pernambuco, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Fortim_da_Ponta_de_Catuama
Fortim de Catuama
Website Brasil Arqueológico, da Equipe do Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, versando sobre o Fortim de Catuama, que se localiza na barra norte do Canal de Santa Cruz, em Itamaracá, Estado de Pernambuco.

http://www.brasilarqueologico.com.br/arqueologia-fortim-catuama.php

 Print the Related links

Contribution

Updated at 28/05/2013 by the tutor Roberto Tonera.

With the contribution of contents by: Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • Fortim da Ponta de Catuama


  • Fortin

  • 1600 (AC)




  • Portugal


  • Abandoned Ruins






  • Ruins

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Pernambuco
    City: Ilha de Itamaracá

    Localizado no extremo norte da Ilha de Itamaracá, dominando a barra norte do Canal de Santa Cruz (a barra de Catuama), no Estado de Pernambuco.


  • Lat: 7 41' 25''S | Lon: 34 50' 55''W




  • "(...) há nessa ilha [de Itamaracá], em cima de um monte na entrada do rio, um pequeno reduto com 5 ou 6 peças que podem lançar balas de 6 a 7 libras e são chamadas meios-sacres."


  • No final do século XX, o sítio arqueológico foi pesquisado pelo Laboratório de Arqueologia da Universidade Federal de Pernambuco, que lhe identificou os vestígios.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fortim da Ponta de Catuama