Bateria de São Caetano da Ponta Grossa

Florianópolis, Santa Catarina - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (39)

Images (37)
Videos (2)

Localizada no norte da Ilha de Santa Catarina, entre a Praia do Forte e a Praia de Jurerê, junto à Fortaleza de São José da Ponta Grossa, em Florianópolis, no litoral do Estado de Santa Catarina.

Foi erguida a partir de 1765, no governo do Capitão Francisco de Souza de Menezes (1765-1775), em complemento à defesa do flanco leste da Fortaleza de São José da Ponta Grossa, da qual dista cerca de 200 metros, tendo então a função de guarnecer os eventuais assédios provenientes das atuais praias de Jurerê e Canasvieiras. Seu posicionamento buscava também impedir o acesso ao alto do morro da Ponta Grossa, um padrasto de onde se poderia atacar a Fortaleza de São José, eliminando assim um ponto vulnerável daquela fortaleza.

A autoria de seu projeto é atribuída ao Sargento-Mór Francisco José da Rocha, tendo sido artilhada à época com seis canhões (SOUZA, 1885), os mesmos que ainda lá se encontravam quando da invasão espanhola de 1777.

Nesta ocasião, as forças espanholas desembarcando na Praia de Canasvieiras, tomaram praticamente de imediato a Bateria de São Caetano e nos dias seguintes as demais fortalezas. A Ilha de Santa Catarina permaneceu sob o domínio espanhol até o ano seguinte, quando foi devolvida aos portugueses pelo Tratado de Santo Ildefonso.

Suas ruínas atuais integram o Sítio Histórico da Ponta Grossa, e, juntamente com a fortaleza vizinha, são protegidos em nível federal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), estando ambas sob a guarda e manutenção da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC).

De seu projeto original restam apenas a base de uma guarita, bem como alguns trechos de muralhas, a maior parte de seu terrapleno e vestígios das alvenarias de duas pequenas construções que teriam servido de Casa da Pólvora e alojamento dos soldados (RANGEL, 1786).

Pode-se chegar ao local de carro, ônibus ou barco. Neste último caso, deve-se desembarcar no trapiche de Jurerê, distante cerca de 3 Km da fortificação.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 

Fortalezas Multimídia
Roberto Tonera

Cd-Rom
2001
 
As defesas da Ilha de Santa Catarina no Brasil-Colônia
Oswaldo Rodrigues Cabral

Book
1972
 
Fortificações no Brasil
Augusto Fausto de Souza

Article
1885
 
Fortificações do Brasil: Resumo Histórico
Anníbal Barretto

Book
1958
 
Fortificações do Brasil
Carlos Miguez Garrido

Book
1940
 
Fortificações Portuguesas no Brasil
Arnaldo Manuel de Medeiros Ferreira

Book
2004
 
Historia Militar da Ilha de Santa Catarina: Notas
Cândido Caldas

Book
1992
 
A presença portuguesa na arquitetura da Ilha de Santa Catarina: séculos XVIII e XIX
Sara Regina Silveira de Souza

Book
1981
 
Fortalezas da Ilha de Santa Catarina: Um panorama.
Rosângela Maria de Melo Machado

Book
1994
 
Defesa da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro
José Correia Rangel de Bulhões

Document
1786
 
Fronteiras do Brasil no Regime Colonial
José Carlos de Macedo Soares

Book
1939
 
Actas virtuais do 6° Seminário Regional de Cidades Fortificadas e 1° Encontro Técnico de Gestores de Fortificações
Universidade Federal de Santa Catarina

Annals
2010
 
Fortalezas de Santa Cruz, Santo Antônio e São José - Patrimômio mantido pela UFSC
Roberto Tonera

Article
2010
 
Fortalezas de Santa Cruz, São José e Santo Antônio
Joi Cletison

Article
2010
 
Programa de Conservação e Manutenção das Fortalezas da UFSC
Roberto Tonera

Article
2010
 
Projeto Fortalezas Multimídia - Patrimônio cultural e informatização
Roberto Tonera

Article
2005
 
A preservação das Fortalezas de Santa Catarina e as novas tecnologias de informação
Roberto Tonera

Article
2007
 
Montevidéu fortificada e a invasão inglesa de 1807: sistematização e difusão de conhecimento na Internet de forma participativa
Roberto Tonera

Article
2007
 
Apresentação do Banco de Dados Mundial sobre Fortificações
Roberto Tonera

Article
2009
 
As Defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786.
Mário Mendonça de Oliveira
Roberto Tonera

Book
2015
 
A invasão espanhola na Ilha de Santa Catarina
Maria de Fátima Fontes Piazza

Dissertation
1978
 
Mapas da Ilha de Santa Catarina: suas fortificações e informações segundo cartógrafos e engenheiros espanhóis (1776-1778)
Maria Regina Boppré

Article
2010
 
Portaria normativa de uso das fortalezas da UFSC
Universidade Federal de Santa Catarina

Official Document
2009
 
Efemérides Catarinenses (1500-1910)
Lucas Alexandre Boiteux

Article
1920
 
A Ilha de Santa Catarina e sua Terra Firme: estudo sobre o governo de uma capitania subalterna (1738-1807)
Augusto da Silva

Thesis
2008
 
Fortificações Catarinenses: patrimônio de Santa Catarina e do Brasil
Roberto Tonera

Article - Magazine
2013
 
Fortificações Catarinenses: patrimônio de Santa Catarina e do Brasil
Roberto Tonera

Article - Magazine
2012
 
Geografia das fortalezas: um ensaio geográfico
Augusto César Zeferino

Article
2013
 
Plano da Ilha de Santa Catarina e parte da Terra Firme desde o Rio Embaú até a Enseada das Garoupas

Handwritten Document
1777
 
Fortalezas da Ilha de Santa Catarina - Brasil: criação, abandono, restauração e revitalização
Roberto Tonera

Article - Proceedings
2008
 
Portaria de cessão de uso da Fortaleza de São José da Ponta Grossa
Superintendência do Patrimônio da União no Estado de Santa Catarina

Official Document
2013
 
Fortificações da Ilha
Roberto Tonera

Article - Magazine
2007
 
Arqueologia das fortificações: perspectivas
Fernanda Codevilla Soares

Book
2015
 
Educação e gerenciamento da fortaleza no sítio histórico de São José da Ponta Grossa
Maria de Lourdes de Souza
Vicente Volnei de Bona Sartor
Gilka Reinert Ribas

Project
1991
 
CD-ROM Fortalezas Multimídia: Anhatomirim e mais centenas de fortificações no Brasil e no mundo
Projeto Fortalezas Multimídia

Folder
2001
 
CD-ROM Fortalezas Multimídia: Anhatomirim
Projeto Fortalezas Multimídia

Folder
2001
 
Visita às Fortalezas de Santa Catarina
PET do Curso de Arquitetura e Urbanismo - UFSC

Folder
 
As fortificações no Sul do Brasil e a sua documentação no Banco de Dados Internacional sobre Fortificações: www.fortalezas.org
Roberto Tonera

Chapter
2015
 
Projeto Fortalezas da Ilha de Santa Catarina: uma ação de gestão universitária
Rosemar da Silva

Dissertation
2015
 
Construções irregulares junto à Fortaleza de Ponta Grossa em 1881

Printed Document
1881
 
 

 Print the Related bibliography



Related links 

Projeto Fortalezas Multimídia
O Projeto Fortalezas Multimídia é uma realização da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, e tem como objetivo promover o estudo, a preservação, a divulgação e a valorização das Fortificações Históricas no Brasil e no Mundo, por intermédio da utilização de recursos computacionais multimídia (CD-ROM, banco de dados, Internet). Entre os trabalhos desenvolvidos pelo Projeto estão o CD-ROM Fortalezas Multimídia e este website das fortificações em todo o mundo. O Projeto é coordenado por Roberto Tonera, arquiteto da UFSC.

http://www.fortalezasmultimidia.com.br
Fortificações da Ilha de Santa Catarina
Site guia da cidade de Florianópolis, com informações sobre visitações nas fortalezas da Ilha de Santa Catarina.

http://www.guiafloripa.com.br/turismo/fortes/index.php3
Bateria de São Caetano da Ponta Grossa
Página da Enciclopédia Wikipédia versando sobre a Bateria de São Caetano da Ponta Grossa, que se localiza na Ponta Grossa, ilha de Santa Catarina, Estado de Santa Catarina, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bateria_de_S%C3%A3o_Caetano_da_Ponta_Gros...
Projeto Fortalezas da Ilha
Site do projeto Fortalezas da Ilha, da Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, responsável pela gestão das fortalezas de Anhatomirim, Ratones e Ponta Grossa, em Florianópolis, Santa Catarina.

http://www.fortalezas.ufsc.br
Bateria de São Caetano da Ponta Grossa
Website Guia Floripa, versando sobre a Bateria de São Caetano da Ponta Grossa, que se localiza na cidade de Florianópolis, Estado de Santa Catarina.

http://www.guiafloripa.com.br/turismo/fortes/sao_caetano.php3
Bateria de São Caetano
Website da Diretoria do Patrimônio Histórico e Cultural do Exército, versando sobre a Bateria de São Caetano da Ponta Grossa, que se localiza em Florianópolis, Santa Catarina.

http://www.dphcex.ensino.eb.br/pag_5rm_BateriaSaoCaetano.htm

 Print the Related links



Related texts 


Antecedentes históricos

 Print the Related texts


  • Bateria de São Caetano da Ponta Grossa

  • Forte de São Caetano

  • Battery

  • 1765 (AC)

  • 1765 (AC)

  • Francisco José da Rocha

  • Francisco de Sousa de Menezes

  • Portugal


  • Ruins Badly Conserved
    Desta fortificação, restam apenas: a base de pedra de uma guarita num vértice de muralha; alguns trechos de muralhas de pedra, ainda com parapeito e cordão em certos trechos; e vestígios das alvenarias de pedra de duas pequenas construções, que, segundo o levantamento do Alferes Rangel, teriam servido de Armazém da Pólvora e Quartel da Tropa, mais provavelmente uma pequena Casa da Guarda, por suas reduzidas dimensões (RANGEL, 1786).

    A maior parte do terrapleno encontra-se intacto e plano, coberto por um tipo de gramínea. Há uma grande depressão com erosão no lado sudoeste da Bateria, onde toda a muralha e a maior parte do terrapleno junto a ela já se perderam. Toda essa lateral da Bateria necessita de consolidação emergencial visando conter a erosão do restante do terrapleno.

    Também não há mais vestígios da antigo portão de acesso à Bateria, que ficava localizado onde hoje existe a rua de acesso à Praia do Forte e à Fortaleza de São José. Aliás, ainda podem ser vistos alguns vestígios da muralha de pedra que se localizava a oeste desse portão da Bateria, hoje em terreno de um morador local, do outro lado da citada via de acesso à Ponta Grossa. Ou seja, a atual rua de acesso ao sítio histórico, sacramentou a separação da Bateria de São Caetano em duas partes.

  • National Protection
    As ruínas da Bateria de São Caetano integram o Sítio Histórico da Ponta Grossa, e, juntamente com a fortaleza vizinha de São José (tombada em 1938), são protegidos em nível Federal pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN). Não há um tombamento individualizado para a Bateria.

  • União Federal (Brasil)

  • Universidade Federal de Santa Catarina

  • (48) 3721 5118 ou 3721 8304

  • projeto@fortalezasmultimidia.ufsc.br

  • Ruins
    As ruínas da Bateria de São Caetano não têm um uso definido. Trata-se de uma área a céu aberto, junto à estrada de acesso à Fortaleza de Ponta Grossa, que pode ser visitada livremente.

  • 319,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Santa Catarina
    City: Florianópolis

    A Bateria de São Caetano está situada na localidade da Praia do Forte, no final da Praia de Jurerê, no Norte da Ilha de Santa Catarina, a cerca de 25 Km do centro de Florianópolis, distando, aproximadamente, 200 metros da Fortaleza de Ponta Grossa.


  • Lat: 27 25' 54''S | Lon: 48 30' 57''W


  • A Bateria de São Caetano está localizada na estrada de acesso à Praia do Forte e à Fortaleza de São José, e integra o Sítio Histórico da Ponta Grossa. Situa-se próxima a umas das áreas mais valorizadas da Ilha de Santa Catarina, onde estão os bairros de Jurerê Internacional e Canasvieiras. A Bateria está implantada junto a um costão rochoso que separa as belas e muito frequentadas praias de Jurerê e do Forte.

    Uma grande parte da região da Ponta Grossa, na qual também se encontra incluído todo o Sítio Histórico, são, em última instância, propriedade da União. As áreas correspondentes à Fortaleza de São José, à Bateria de São Caetano e ao imóvel conhecido como Casa da Administração, localizada entre os dois monumentos, estão sendo repassados (em 2008) à Universidade Federal de Santa Catarina, através de um Termo de Cessão de Uso.

    Os demais moradores da área estão recebendo concessões de uso, a título precário, sendo a ocupação da área histórica regulada pelo IPHAN.

  • As ruínas da Bateria de São Caetano  estão localizadas junto à estrada de acesso à Fortaleza de Ponta Grossa, e podem ser visitadas livremente todos os dias, sem a cobrança de nehuma taxa de manutenção.
    Não é permitido acampar ou estacionar veículos na área da Bateria.
    No local há uma placa de comunicação visual informando aos visitantes os principais dados históricos sobre essa antiga fortificação.


  • Em 1881, a Bateria estava artilhada com seis canhões (SOUZA, 1885: 125).

  • A Bateria de São Caetano, cuja autoria do projeto é atribuída ao Sargento-Mór Francisco José da Rocha, apresentava originalmente a forma de um poligono irregular com setes lados (RANGEL, 1786), com duas construções geminadas, a Casa da Pólvora e o alojamento dos soldados ou Casa da Guarda, localizados no lado noroeste da construção.

    Possuía ainda um portão ou portada de acesso (lado sudeste), dois trechos oblíquos de uma cortina pelo lado da encosta (sudoeste), e uma única guarita num dos vértices da muralha (lado nordeste).

    Suas muralhas e as paredes das duas construções eram em alvenaria de pedras irregulares, com revestimento de argamassa. Os restos das muralhas remanescentes ainda apresentam o cordão, linha composta de tijolos de extremidade arredondada, posicionados de forma alinhada e engastada na junção entre a cortina da muralha e o seu parapeito, marcando assim o nível do piso interno do terrapleno.

    Da antiga guarita restam apenas a laje ou bacia de pedra esculpida que, projetada em balanço no vértice da muralha, servia de piso para a atalaia de vigilância. Essa base é composta de duas partes, sendo a superior um tronco de cone maciço invertido, esculpido em pedra (granito) e engastado na muralha e terrapleno. A parte inferior dessa base apresenta a terminação afunilada do cone, também em pedra granítica.

  • Não há registros de intervenções de restauro ou consolidação emergencial realizados nesta bateria, tendo sido elaborado apenas um cadastro arquitetônico pouco detalhado das suas ruínas.

    Atualmente (2008), foram instalados, pela Universidade Federal, dois elementos de concreto, limitadores do acesso de veículos ao terrapleno e uma placa de comunicação visual com informações básicas sobre o monumento.

  • O santo padroeiro desta fortificação é São Caetano (1480-1547). Nobre, nascido em Vicência, desde jovem demonstrava vocação para a vida ascética e, em especial, preocupação para com os pobres. Vivendo em uma época de grandes transformações, fundou a instituição dos Clérigos Regulares, denominados teatinos. Sua festa é celebrada a 7 de agosto. É representado vestido de batina preta e meia branca, trazendo aos braços o Menino Jesus. Pode também aparecer apenas com um livro e uma pena nas mãos. Seus atributos são um lírio, um coração alado, um livro e uma pena.

    Junto às ruínas da bateria é sempre possível encontrar uma das inúmeras artesãs da região, produzindo as suas rendas de bilro à margem da estrada.



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Bateria de São Caetano da Ponta Grossa