Casa da Torre de Garcia D'Ávila

Mata de São João, Bahia - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (6)

Images (6)

A Casa da Torre de Garcia D'Ávila localiza-se sobre uma elevação na Praia do Forte, no litoral de Tatuapara, atual município de Mata de São João, no litoral norte do Estado da Bahia.

Também conhecida como Castelo de Garcia D'Ávila, Torre de Garcia D'Ávila, ou Forte de Garcia D'Ávila (BARRETTO, 1958:167), uma espécie de castelo senhorial, ainda ao estilo manuelino em uso por Portugal nas suas possessões ultramarinas no início do século XVI, é erguido por Garcia D'Ávila a partir de 1551 para sede dos seus domínios, cumprindo o Regimento passado pelo rei D. João III (1521-57).

Dominado por uma torre que lhe deu o nome, vigiando o mar por um lado e o sertão pelo outro, GARRIDO (1940) data a sua construção entre 1563 e 1609, referindo a sua descrição em Gabriel Soares de Souza (Tratado Descritivo do Brasil em 1587), como um complexo composto "(...) de moradias e defesas, capela e um baluarte vigilante onde ardiam, em circunstâncias especiais, fogos sinaleiros." (Op. cit., p. 83). Em pedra e cal, tinha a função de vigiar e resistir aos ataques dos indígenas revoltados, e dos corsários que, ocasionalmente, procediam razias no litoral.

No contexto da Guerra Holandesa (1630-54), Francisco Dias D'Ávila I (c. 1621-45) auxiliou na defesa contra os holandeses, fornecendo homens e víveres: a Casa foi utilizada como refúgio temporário por Giovani de Sanfelice, Conde de Bagnuolo, que assume o comando das forças portuguesas após o desastre de Mata Redonda (jan/1636) (GARRIDO, 1940:83).

Da Casa da Torre partiram as primeiras bandeiras sertanistas que introduziram a pecuária no Nordeste: Francisco Dias D'Ávila II (c. 1646-94), na segunda metade do século XVII, após dominar os índios Cariri, amplia as fronteiras deste latifúndio familiar até aos sertões de Pernambuco. O seu sucessor faz construir, a partir de 1702, o Forte de Tatuapara, junto à praia, hoje desaparecido. De acordo com GARRIDO (1940), a sua artilharia teria sido completada em torno de 1710-11 (Op. cit., p. 83).

No século XIX, durante a Guerra da Independência (1822-23), serviu de base ao Exército Libertador (1823), fornecendo destacamentos de índios Cariri armados com flechas e bordunas, tendo o Império recompensado os seus morgados pelos importantes serviços prestados como abaixo:

* Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque, agraciado com o título de Visconde de Pirajá;

* Francisco Elesbão Pires de Carvalho e Albuquerque, agraciado com o título de Barão de Jaguaripe; e

* Antônio Joaquim Pires de Carvalho e Albuquerque, agraciado com o título de Barão da Torre de Garcia D'Ávila.

Com os seus recursos esgotados após a Guerra, e a extinção dos morgadios no Brasil a partir de 1835, a Casa da Torre foi progressivamente abandonada, transformando-se em ruínas. Tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, a partir de 1938, na década de 1980 o IHGB elaborou um projeto de restauração encaminhado à 5ª Diretoria Regional da SPHAN/Pró-Memória. O imóvel, em mãos da empresa privada, originou a Fundação Garcia D'Ávila, com vistas a proteger a edificação tombada, restaurando-a e transformando-a em Centro Cultural e Museu Histórico.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography



Related links 

Casa da Torre de Garcia d'Ávila
Página da Enciclopédia Wikipédia versando sobre a Casa da Torre de Garcia d'Ávila, que localiza-se no atual município de Mata de São João, no litoral do Estado da Bahia, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Casa_da_Torre_de_Garcia_d%27%C3%81vila

 Print the Related links

Contribution

Updated at 21/11/2008 by the tutor Roberto Tonera.

With the contribution of contents by: Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Projeto Fortalezas Multimídia (Jaime José S. Silva) (5), Projeto Fortalezas Multimidia (Elisangela) (1).


  • Casa da Torre de Garcia D'Ávila

  • Torre Garcia D'Ávila; Forte de Garcia D´Ávila; Castelo de Garcia D'Ávila.

  • Fort House

  • 1551 (AC)

  • 1587 (AC)

  • Garcia D'Ávila


  • Portugal


  • Restored and Well Conserved

  • National Protection
    Tombada pelo Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - IPHAN, a partir de 1938.





  • Tourist-cultural Center
    No século XIX, durante a Guerra da Independência (1822-23), serviu de base ao Exército Libertador (1823), fornecendo destacamentos de índios Cariri armados com flechas e bordunas.

  • 0,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Bahia
    City: Mata de São João

    Localiza-se sobre uma elevação na Praia do Forte, no litoral de Tatuapara, atual município de Mata de São João, no litoral norte do Estado da Bahia.


  • Lat: 12 34' 47''S | Lon: 38 1' 46''W





  • Constituía-se em espécie de castelo senhorial, ainda ao estilo manuelino.

  • Na década de 1980 o IHGB elaborou um projeto de restauração encaminhado à 5ª Diretoria Regional da SPHAN/Pró-Memória. O imóvel, em mãos da empresa privada, originou a Fundação Garcia D'Ávila, com vistas a proteger a edificação tombada, restaurando-a e transformando-a em Centro Cultural e Museu Histórico.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Casa da Torre de Garcia D'Ávila