Batticaloa Fort

Batticaloa, Eastern - Sri Lanka

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte de Batticaloa”, também referido como “Forte de Baticalou”, localiza-se em Batticaloa, na província Oriental, no Sri Lanka.

História

No contexto da Dinastia Filipina (1580-1640), as primeiras embarcações da Companhia Neerlandesa das Índias Orientais (VOC) a alcançar o Ceilão, em busca do comércio da canela e da pimenta ali abundantes, foram as do almirante Joris Van Spilbergen, tendo aportado em Batticaloa (31 de maio de 1602). Anos mais tarde, por determinação de Filipe IV de Espanha (1621-1665) e contra as opiniões do vice-rei e do governador do Ceilão, forças portuguesas sob o comando de Constantino de Sá e Noronha ocuparam Batticaloa, ali erguendo um forte visando repelir uma temida ocupação pelos Neerlandeses.

Sá e Noronha chegou a Trincomalee com três navios em março de 1628, onde reforçou a guarnição, marchando a seguir para Batticaloa à frente de uma força de cem portugueses e dois mil lascarinos.

O local escolhido para a construção do forte foi a pequena ilha de Puliyantivu, numa laguna, protegendo a baía, e que só podia ser alcançada por navios durante a maré alta.

Em julho do mesmo ano, a construção do forte foi confiada a Damião Botado, e posto sob a invocação de Nossa Senhora da Penha da França.

Recebeu uma guarnição de 40 a 50 soldados, um capitão, um representante da lei, um capelão e 20 casados.

O local escolhido para a construção do forte tinha vários pontos fracos, entre os quais destacavam-se a falta de uma fonte de água potável para o abastecimento da guarnição, o canal que separava a ilha da costa era muito raso e estreito, não impedindo a passagem de tropas em caso de ataque, e o acesso ao mar era difícil e ficava a quase cinco quilómetros do forte. Poucos anos depois de sua construção, foi proposta uma reconstrução em local melhor, mas a crónica falta de fundos de Goa não permitiu que isto acontecesse.

Tendo o rei Rajasinghe de Kandy solicitado o auxílio Neerlandês em sua luta contra os portugueses, esta foi a primeira praça a ser capturada pelas forças Neerlandesas no Ceilão (18 de maio de 1638).

A partir de 1772 a fortificação passou para a posse Britânica.

Em nossos dias a pesquisa arqueologica revelou que o local tem implicações religiosas significativas, que datam do primeiro século a.C., o que é evidenciado por um "stupa" budista e um "shatra" do rei Kavantissa, do Reino Ruhuna, na área.

A erosão marinha, a falta de fundos para conservação por parte das autoridades locais e o tsunami de 2004 causaram danos à fortificação e ao seu entorno. Além disso, a violência étnica que tem afetado a ilha nas últimas décadas, tem impedido os esforços de conservação, quer dividindo comunidades, quer ameaçando a segurança na área. Planeava-se abrir o forte ao público o que se esperava ajudasse a unir a comunidade, com o potencial de promover ainda mais o antigo forte como um símbolo religioso e histórico.

Características

De pequenas dimensões, projetando-se sobre uma lagoa pantanosa, apresentava planta no formato quadrangular, com quatro baluartes nos vértices, e estava artilhado com 12 peças antecarga, de alma lisa, de ferro.

Em seu interior erguiam-se, além dos quartéis da guarnição, uma igreja e um depósito para munições e mantimentos.

De acordo com o registo de António Bocarro “(…) a grandeza da fortaleza é os dois lanços de muro, dos que vão fazer os baluartes”. (“Livro das Plantas de todas as fortalezas, cidades e povoaçoens do Estado da Índia Oriental”. 1635)

Sob o período Neerlandês, em alvenaria de pedra, encontrava-se defendido em dois lados pelas águas da lagoa e nos outros dois por fossos.



 Related character


 Print the Related character

Contribution

Updated at 27/12/2013 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Batticaloa Fort

  • Forte de Batticaloa, Forte de Baticalou

  • Fort

  • 1628 (AC)


  • Damião Botado


  • Portugal


  • Featureless and Semiconserved








  • ,00 m2

  • Continent : Asia
    Country : Sri Lanka
    State/Province: Eastern
    City: Batticaloa



  • Lat: 7 -43' 18''N | Lon: 81 -43' 53''E




  • 1628: 12 peças antecarga, de alma lisa, de ferro.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Batticaloa Fort