Fortlet of São Francisco

Elvas, Portalegre - Portugal

O "Fortim de São Francisco" localizava-se na freguesia de Assunção, Ajuda, Salvador e Santo Ildefonso, na cidade e concelho de Elvas, distrito de Portalegre, em Portugal.

No contexto da Guerra Peninsular (1808-1814) foi erguido por ordem de Arthur Wellesley, futuro duque de Wellington, seguindo as características dos fortes das denominadas "Linhas de Defesa de Lisboa" (Linhas de Torres) e que, juntamente com os Fortins da Piedade, de São Mamede e de São Pedro, seus contemporâneos, reforçou o campo entrincheirado de Elvas, ficando o perímetro fortificado com cerca de 10 quilómetros.

Situava-se a norte do Forte da Piedade, junto à antiga cerca do Convento de São Francisco, onde mais tarde se construiu o cemitério, na cumeada que separa as nascentes da margem direita da ribeira do Cêto e da margem esquerda da ribeira do Cancão, a 200 metros a norte da estrada de Elvas a Borba, junto do Aqueduto da Amoreira, e a sul do ângulo sul do cemitério da cidade.

História

No contexto da Guerra da Restauração (1640-1668) em 1658-1659 as tropas espanholas fortificaram o antigo Convento de São Francisco (atual Arquivo Municipal), de modo a reforçar as suas posições. Esta utilização para fins militares levou a que o convento fosse fortemente danificado pela artilharia da Praça de Elvas pelo que, findo o conflito, em 1691 tiveram lugar obras de restauro no imóvel.

Segundo o Relatório de 1875 do governador da Praça de Elvas, general Francisco Xavier Lopes, "(...) sabendo o Duque de Wellington que o General francez Soult se unira com Davoust e que Marmout passara o Tejo em Almaraz, convergindo todas as forças commandadas por estes generaes sobre Badajoz, levantou logo o cerco d'esta praça (1811) acolhendo-se a Elvas para se oppôr a tão grandes massas, que ameaçavam invadir novamente o nosso paiz; foi por esta ocasião fatal que aldeias, quintaes, pomares, Olivedos, casas, tudo em fim cahiu por terra e se destruiu! Até as próprias fontes foram inutilisadas, nada escapando á sanha destruidora dos engenheiros ingleses; surgindo apenas de todas estas ruinas e devastações, os fortes de S. Mamede, S. Pedro, Piedade e S. Francisco, que não serviram então, e que se acham hoje completamente abandonados". No mesmo relatório, o governador reafirma a autoria dos fortins referindo: "A leste e oeste d'este forte [Santa Luzia], e sobre pequenas elevações de terreno, foram construídos pelos inglezes em 1811 os reductos de S. Mamede e de S. Pedro, a oeste do baluarte da Conceição, e junto ao aqueducto da Amoreira, á distancia de 700m da praça, os reductos da Piedade e de S. Francisco".

Extintas as corporações religiosas, a cerca do antigo convento foi, em maio de 1842, convertida em cemitério municipal, função que mantém até ao presente. O fortim foi demolido depois de 1920, para ampliação do cemitério. 

Características

Exemplar de arquitetura militar, abaluartado, na cota de 308 metros acima do nível do mar.

Tal como no Forte da Piedade, o paiol nunca chegou a ser construído, ao contrário do que aconteceu nos fortes de São Pedro e de São Mamede.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography

Contribution

Updated at 13/10/2020 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.


  • Fortlet of São Francisco


  • Fortin

  • 1811 (AC)




  • Portugal

  • Between 1921 and 1930 (AC)

  • Missing






  • Disappeared

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Portalegre
    City: Elvas



  • Lat: 38 -53' 17''N | Lon: 7 10' 39''W










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fortlet of São Francisco