Forte de São Francisco de Rio Grande (Patrão-Mor)

São José do Norte, Rio Grande do Sul - Brasil

Pesquisa de Imagens da fortificação

Data 1 Data 2

Mídias (14)

Imagens (14)

O Forte de São Francisco ou do Patrão-Mor, hoje desaparecido, estava localizado entre as fortificações de São José do Norte e da Conceição, na margem esquerda do canal da Barra do Rio Grande de São Pedro, atual cidade de São José do Norte, no litoral do Estado do Rio Grande do Sul.

Não há informação se teria sido construído pela Coroa Portuguesa ou espanhola. No entanto, estava sob o domínio da primeira em 1775, assim como as demais fortificações localizadas na margem esquerda ou norte do canal da Barra.

Nesse ano, o General João Henrique Böhn, o denomina de Forte do Patrão-Mor, informando que distava meia légua do Forte de São José e, assim como aquele, era artilhado com duas peças de 6 libras. Este militar informa ainda que dentro de suas paliçadas havia quartéis para a guarnição (BENTO, 1996: 59).

Esta fortificação está relacionada também pelo Coronel Rêgo Monteiro, em 1777 (GARRIDO, 1940:149), como integrante das defesas de Rio Grande, que o denomina como São Francisco ou do Patrão-Mor.

Aparece também identificada no mapa publicado pelo Visconde de Porto Seguro ( Planta do Rio Grande do Sul e das posições das tropas beligerantes antes da vitória alcançada no dia 1º de abril de 1776, Tomo quarto, página 250 da História Geral do Brasil, 3ª edição), assinalada como bateria do patrão-mor ou das Figueiras.

O Forte do Patrão-Mor também aparece localizado no mapa do levantamento de Correia Rangel, juntamente com outras fortificações existentes naquela Barra (RANGEL, 1786: 37), grafado como forte e não bateria.



 Personagens relacionados


 Imprimir Personagens relacionados

Bibliografias relacionadas 

Fortificações do Brasil: Resumo Histórico
Anníbal Barretto

Livro
1958
 
Fortificações no Brasil
Augusto Fausto de Souza

Artigo
1885
 
Fortificações do Brasil
Carlos Miguez Garrido

Livro
1940
 
Gaturamo - os regimentos da Europa na reconquista do Rio Grande do Sul
Marisa Bacalhau

Livro
2012
 
Cartografia e combate naval na reconquista do Rio Grande: 19 de fevereiro de 1776
Luiz Carlos Tau Golin

Artigo - Anais
2013
 
Mémories Rélatifs à l´ Expédition an Rio Grande....
João Henrique Böhn

Artigo
1979
 
As Defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786.
Mário Mendonça de Oliveira
Roberto Tonera

Livro
2015
 
Defesa da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro
José Correia Rangel de Bulhões

Documento Manuscrito
1786
 
Fortalezas Multimídia
Roberto Tonera

Cd-Rom
2001
 
O Exército na História do Brasil

Livro
1998
 
Estudo dos materiais de construção de Vitrúvio até o século XVIII: uma visão crítico-interpretativa à luz da ciência contemporânea
Cybèle Celestino Santiago

Tese
2000
 
Dominação espanhola no Rio Grande do Sul: 1763-1777
Jonathas da Costa Rego Monteiro

Artigo
1979
 
Estrangeiros e descendentes na história militar do Rio Grande do Sul: 1635 a 1870
Cláudio Moreira Bento

Livro
1976
 
La organizacion defensiva de las fronteras coloniales: de lo que habría de ser en el tiempo el Estado Oriental del Uruguay
Alfredo R. Campos

Separata
1959
 
A guerra da restauração do Rio Grande do Sul, 1774-1776
Cláudio Moreira Bento

Livro
1996
 

 Imprimir Bibliografias relacionadas


  • Forte de São Francisco de Rio Grande (Patrão-Mor)

  • Forte do Patrão-Mor; Bateria do Patrão-Mor; Bateria das Figueiras

  • Forte

  • 1775 (DC)

  • 1775 (DC)



  • Portugal

  • 1786 (DC)

  • Desaparecida






  • Desaparecida

  • ,00 m2

  • Continente : América do Sul
    País : Brasil
    Estado/Província: Rio Grande do Sul
    Cidade: São José do Norte

    O Forte de São Francisco ou do Patrão-Mor, estava localizado na margem esquerda do canal da Barra do Rio Grande de São Pedro, atual cidade de São José do Norte, no litoral do Estado do Rio Grande do Sul.


  • Lat: 32 2' 55''S | Lon: 52 2' 27''W




  • Em 1775, o General João Henrique Böhn informa que o Patrão-Mor era artilhado com duas peças de 6 libras (BENTO, 1996: 59).

  • Em 1775, o General João Henrique Böhn informa que o Patrão-Mor possuía paliçadas, dentro das quais havia quartéis para a guarnição (BENTO, 1996: 59).





Imprimir o conteúdo


Cadastre o seu e-mail para receber novidades sobre este projeto


Fortalezas.org > Fortificação > Forte de São Francisco de Rio Grande (Patrão-Mor)