Forte de São Pedro da Barra de Rio Grande (Lagamar)

São José do Norte, Rio Grande do Sul - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (21)

Images (21)

O Forte de São Pedro, ou do Lagamar, já desaparecido, estava localizado na margem esquerda do canal da barra de Rio Grande, na atual cidade de São José do Norte, no litoral do Estado do Rio Grande do Sul.

Pelas iconografias disponíveis, percebe-se que não houve apenas um projeto único para o Forte do Lagamar, mas sim várias construções, inclusive com formas bastantes distintas, que teriam sido erguidos praticamente na mesma localização.

Em 1775, já existia, sendo informado pelo General João Henrique Böhn, que o denomina de Fortaleza da Barra ou do Lagamar, que possuía seis peças de artilharia. Em fevereiro deste mesmo ano, o General inspecionou o forte, informando que lá encontrou "uma obra bastante curiosa: uma bateria de canhões de grosso calibre posta sobre um estrado, de sorte que o mar estando alto, suas ondas passam por baixo", tendo sido essa plataforma projetada pelo capitão-engenheiro Alexandre José Montanha. Ainda segundo o General Böhn, o forte contava com 2 peças de 24 libras, 2 peças de 1 lb, uma peça de 8 lb (de bronze), e uma peça pequena de 1 lb. A guarnição, metade em cabanas e metade em barracas, era de 186 homens, comandados por um capitão  (BENTO, 1996: 59-63).

No forte havia sumacas e pequenos barcos. O porto no Lagamar ficava fora da Barra, sob forma de uma enseada no mar. Permitia o abrigo de pequenos barcos e, para Böhn, era de extrema importância e precisava ser mantido em segurança. Enquanto a barra foi dominada pelos espanhóis, o Lagamar permitiu que os portugueses recebessem suprimentos em São José do Norte, via marítima,  visto que por terra, segundo Böhn, isso era impossível (BENTO, 1996: 60; 256).

Na retomada de Rio Grande, em 1° de abril de 1776, os canhões de grosso calibre do Forte de São Pedro da Barra provocaram o encalhe de cerca de 50 % da esquadrilha espanhola. Depois dessa conquista, o Lagamar foi assoreado e inutilizado (BENTO, 1996: 256; 330).

Esta fortificação também está relacionada pelo Cel. Rêgo Monteiro como integrante, em 1777, das defesas de Rio Grande, que o denomina de São Pedro da Barra ou do Lagamar (GARRIDO, 1940:149).

Aparece também identificada no mapa publicado pelo Visconde de Porto Seguro ( Planta do Rio Grande do Sul e das posições das tropas beligerantes antes da vitória alcançada no dia 1º de abril de 1776, Tomo quarto, página 250 da História Geral do Brasil, 3ª edição), embora esteja ali identificada, na boca da Barra, apenas como Bateria de São Pedro da Barra.

A planta e elevação do Forte do Lagamar, provavelmente a última versão desta fortificação (assim denominado como forte e não como bateria), foi reproduzida no levantamento de Correia Rangel, de 1786, que, apesar disso informa que o mesmo "já não existe" àquela data (RANGEL, 1786: 51-52). Por isso, a localização do forte não consta no mapa desse levantamento, como ocorre com as outras fortificações existentes naquela Barra (RANGEL, 1786: 37).



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 

Mémories Rélatifs à l´ Expédition an Rio Grande....
João Henrique Böhn

Article
1979
 
La organizacion defensiva de las fronteras coloniales: de lo que habría de ser en el tiempo el Estado Oriental del Uruguay
Alfredo R. Campos

Offprint
1959
 
O Exército na História do Brasil

Book
1998
 
A guerra da restauração do Rio Grande do Sul, 1774-1776
Cláudio Moreira Bento

Book
1996
 
Coleção com a representação e plantas dos fortes do Ladino, Mangueira, Trindade, Triunfo, Santa Bárbara, São José da Barra, Arroyo e São Pedro.

Handwritten Document
1776
 
Alexandre José Montanha
Francisco Montanha Rebello

Chapter
2009
 
As Defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786.
Mário Mendonça de Oliveira
Roberto Tonera

Book
2015
 
Dominação espanhola no Rio Grande do Sul: 1763-1777
Jonathas da Costa Rego Monteiro

Article
1979
 
Estrangeiros e descendentes na história militar do Rio Grande do Sul: 1635 a 1870
Cláudio Moreira Bento

Book
1976
 
Discripção a viagem do Rio Grande
Francisco Ferreira de Souza

Document
1979
 
A guerra da restauração do Rio Grande
Cláudio Moreira Bento

Article - Proceedings
1979
 
Gaturamo - os regimentos da Europa na reconquista do Rio Grande do Sul
Marisa Bacalhau

Book
2012
 
Arqueologia das fortificações: perspectivas
Fernanda Codevilla Soares

Book
2015
 
As fortificações no Sul do Brasil e a sua documentação no Banco de Dados Internacional sobre Fortificações: www.fortalezas.org
Roberto Tonera

Chapter
2015
 
Cartografia e combate naval na reconquista do Rio Grande: 19 de fevereiro de 1776
Luiz Carlos Tau Golin

Article - Proceedings
2013
 

 Print the Related bibliography



Related links 

Plantas militares do Brasil (1700-1822)
Site da Biblioteca Nacional de Portugal que contêm diversas plantas militares do Brasil, entre os anos de 1700 e 1822. Nesta página ainda se encontram links para outras seções que disponibilizam material cartográfico.

http://purl.pt/103/1/catalogo-digital/tipologia/planta_militar.html

 Print the Related links


  • Forte de São Pedro da Barra de Rio Grande (Lagamar)

  • Forte do Lagamar

  • Fort

  • 1776 (AC)

  • 1776 (AC)

  • Alexandre José Montanha


  • Portugal

  • 1786 (AC)

  • Missing






  • Disappeared

  • 0,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Rio Grande do Sul
    City: São José do Norte

    O Forte de São Pedro, ou do Lagamar, estava localizado na margem esquerda do canal da barra de Rio Grande, na atual cidade de São José do Norte, no litoral do Estado do Rio Grande do Sul.


  • Lat: 32 8' 59''S | Lon: 52 4' 60''W




  • Segundo o General Böhn, o forte contava com 2 peças de 24 libras, 2 peças de 1 lb, uma peça de 8 lb (de bronze), e uma peça pequena de 1 lb. A guarnição, metade em cabanas e metade em barracas, era de 186 homens, comandados por um capitão.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte de São Pedro da Barra de Rio Grande (Lagamar)