Forte da Madre de Deus e São Pedro

Recife, Pernambuco - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte da Madre de Deus e São Pedro”, também referido como “Forte do Matos”, localizava-se na cidade do Recife, estado de Pernambuco, no Brasil.

História

Foi edificada entre 1684 e 1685, sobre um banco de areia aterrado para o efeito, no sul do Istmo do Recife (atual bairro do Recife), pelo empreiteiro Antônio Fernandes de Matos, após autorização do então governador da Capitania de Pernambuco, D. João de Sousa e do soberano, Pedro II de Portugal (1683-1706). Recebeu a sua designação uma vez que era vizinho ao Convento da Madre de Deus e em homenagem ao próprio soberano.

Matos foi um mestre de obras e empresário português que teve um papel relevante na reconstrução da cidade após a capitulação dos neerlandeses holandeses (26 de janeiro de 1654), custeando muitas obras às suas próprias expensas.

Esta fortificação foi o único empreendimento de Matos em termos de arquitetura militar e valeu-lhe a patente de capitão e um soldo (Castro Magalhães Marques, Maria Eduarda. A Capela Dourada, símbolo do poder dos homens de negócio da praça. 2010. p. 108). Após ter construído o forte para o governo, utilizou o restante do aterro de 37 mil m² para a construção de casas de sua propriedade ("Arqueólogos acham bases de um forte no Recife". In Nordeste.web.com, 7 mai 2003. Disponível em: http://archive.is/cyq1X. )

O forte manteve-se operacional até 1750, passando a ter outros usos após essa data.

No século XIX abrigou durante alguns anos a Assembleia Legislativa de Pernambuco, vindo a ser demolido em 1847.

Entretanto, o historiador José António Gonsalves de Mello, refere que as modificações provocadas pelo aterro feito para a sua construção começaram a assorear o porto do Recife e que, após muitas polémicas, nos últimos meses de 1727 e princípios de 1728, o forte foi demolido e as suas pedras reaproveitadas para a expansão do porto (MELLO, José António Gonsalves. Um Mascate e o Recife. Recife, Fundação de Cultura da Cidade do Recife, 1981. p. 36 e segs.).

Em 2003, durante trabalhos para a construção de um edifício de estacionamentos do Paço da Alfândega, foram identificadas partes da antiga fortificação. Os trabalhos de prospecção arqueológica, a cargo de uma equipe da Universidade Federal de Pernambuco e da ONG Ouricuri identificaram as bases do portão de armas e de parte da muralha norte do forte, de traçado retilíneo. Havia a intenção, à época, de preservar e integrar os achados arqueológicos no "Memorial Maurício de Nassau" no piso térreo do estacionamento ("Arqueólogos acham bases de um forte no Recife". In Nordeste.web.com, 7 mai 2003. Disponível em: http://archive.is/cyq1X. )

Durante as escavações, também foram encontrados no local 35 mil fragmentos de objetos utilizados pela guarnição do antigo forte e dos posteriores habitantes entre os séculos XVII e XIX. Entre os fragmentos estão cacos de cerâmica, cachimbos, garrafas, moedas, tesouras e até pedaços de ossos humanos. Com isto, anunciou-se que parte do material também seria exposto no Memorial, junto com outras peças do acervo do Instituto Arqueológico, Histórico e Geográfico Pernambucano.

Características

Exemplar de arquitetura militar, abaluartado, marítimo.

Apresentava planta semicircular pelo lado de água (face sul) - acompanhando os limites entre o aterro e o rio Capibaribe -,e dois semibaluartes pelo lado de terra, defendendo o portão de armas.

Internamente, no terrapleno, erguiam-se as edificações de serviço.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography

Contribution

Updated at 29/08/2020 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Forte da Madre de Deus e São Pedro

  • Forte do Matos

  • Fort

  • 1685 (AC)




  • Portugal

  • 1847 (AC)

  • Conserved Ruins
    Havia a intenção, na época (2003) de preservar e integrar os achados arqueológicos ao Memorial Maurício de Nassau. Não temos informação se de fato essas pretensões foram efetivamente concretizadas.

  • Monument with no legal protection





  • Ruins
    Pretendia-se, a partir de 2003, quando ruínas foram encontradas, integrá-las ao novo prédio de estacionamentos do Paço da Alfândega, que abrigaria no piso térreo o Memorial Maurício de Nassau. Não temos informação se de fato essas pretensões foram efetivamente concretizadas.

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Pernambuco
    City: Recife

    O Forte de Matos ou Forte da Madre de Deus e São Pedro, localizava-se na porção sul do istmo da cidade de Recife, Estado de Pernambuco, onde hoje existe o Paço da Alfândega.


  • Lat: 8 3' 57''S | Lon: 34 52' 23''W





  • O forte era o único do estado a ter formato semicircular em sua porção sul, acompanhando a forma dos limites entre o aterro e o Rio Capibaribe.

  • 2003: Arqueólogos da UFPE e da ONG Ouricuri realizaram escavações no terreno onde seria construído o edifício-estacionamento do Paço da Alfândega da cidade de Recife, estado de Pernambuco.
    Há notícias de que as ruínas seriam cobertas de areia para possibilitar a construção do edifício, devendo ser posteriormente integradas a ele.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte da Madre de Deus e São Pedro