Fort of São João

Angra do Heroísmo, Autonomous Region of Azores - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)


O “Forte de São João”, também referido como “Forte dos Biscoitinhos” e “Forte do Biscoitinho”, ("Forte do Biscoutinho" cf. "Carta Topográfica da Ilha Terceira", de Francisco Xavier Cordeiro) localiza-se no Bravio, sobre a baía de São Mateus, na freguesia de São Mateus da Calheta, concelho de Angra do Heroísmo, costa sul da ilha Terceira, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

Em posição dominante sobre este trecho do litoral, constituiu-se em uma fortificação destinada à defesa deste ancoradouro contra os ataques de piratas e corsários, outrora frequentes nesta região do Oceano Atlântico. Cooperava com o Forte Grande e com o Forte da Igreja, entre os quais se situava.

História

Não se encontra referido por DRUMMOND (1981), no trabalho do Sargento-mor Engenheiro João António Júdice (1767), no do capitão de Infantaria Francisco Xavier Machado (1771-1772), nem no do Ajudante de Ordens Manoel Correa Branco (1776). Também não consta da coleção de plantas de José Rodrigo de Almeida, o que deixa dúvidas acerca de se foi um dos fortes reparados ou reconstruídos pelo Capitão-general dos Açores, Francisco António de Araújo e Azevedo, entre 1818 e 1820, no contexto da crise entre Portugal e Espanha em 1817, suscitada pela ocupação de Montevidéu na América do Sul.

De acordo com FARIA (1997) a designação de "Biscoitinhos" só é encontrada no século XIX, aludindo possivelmente ao antigo "Reduto do Poço", referido por Júdice em 1767 ("32º - Reducto do Poço. Precisa reedificar-se todo de novo e fazer-se-lhe duas canhoneiras, e para ellas duas peças com os seus reparos, e para se guarnecer precisa dois artilheiros e oito auxiliares." ) e, com maior possibilidade de erro, com o "Forte do Açougue", referido por FRUTUOSO (1998) ao final do século XVI.

No contexto da Guerra Civil Portuguesa (1828-1834) terá sido reparado.

A "Relação" do marechal de campo Barão de Basto em 1862 informa que se encontra em bom estado de conservação, e observa: "É um simples barbete com uma peça de calibre 18; não tem alojamento nem paiol." (BASTO, 1997:272.)

O tombo de 1881 encontrou-o abandonada e em ruínas. (Damião Pego. "Tombos dos Fortes da Ilha Terceira".)

Atualmente os seus muros encontram-se consolidados, por iniciativa da Junta de Freguesia de São Mateus.

Características

Exemplar de arquitetura militar, tecnicamente constitui-se apenas numa bateria, uma vez que não possui fechamento. Apresenta planta com o formato semicircular, constituindo-se em edificação ligeira de alvenaria de pedra argamassada, guarnecendo uma plataforma lajeada de cantaria. Não possuía edificações de serviço.

Estava artilhado com uma peça, jogando à barbeta.





 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 


 Print the Related bibliography

Contribution

Updated at 17/07/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contributions with medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).


  • Fort of São João

  • Forte dos Biscoitinhos, Forte do Biscoitinho

  • Fort





  • Portugal


  • Conserved Ruins

  • Monument with no legal protection





  • Without defined use

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Autonomous Region of Azores
    City: Angra do Heroísmo



  • Lat: 0 -0' 0'' | Lon: 0 -0' 0''










Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fort of São João