Blaise François (Conde de Pagan)

France

O conde de Pagan, Blaise François, nascido em 1604 e falecido em 1665, foi um dos mais respeitados tratadistas franceses, tendo apresentado propostas de fortificações realmente novas para a Escola Francesa, além de que sua vida é qualquer coisa de fascinante e dramática.

Com 12 anos, já estava no exército (1616) e sua experiência como combatente foi das mais intensas. Participou dos assédios de Caen e S. Jean d’Angely (1620); no de Montauban (1621), perdeu um olho. Participou dos sítios de La Rochelle (1627) e Nancy (1633) com Luís XIII e das campanhas de Flandres e Picardia com De Ville (POLLAK, 1999: 77).

Em 1642, perdeu o outro olho em combate, ficando completamente cego aos 38 anos, quando já era Marechal de Campo. Nem por isto o infortúnio lhe abateu o ânimo. Continuou os seus estudos matemáticos e sua casa era uma espécie de academia dos cultuadores das ciências e das letras.

Ao entregar-se ao criador, em 1665, foi assistido, no seu leito de morte, pelo médico do próprio Rei, uma demonstração do seu grande prestígio.

O seu famoso tratado de fortificações, entre outros trabalhos que escreveu, dedicado a um antepassado, Hugues Pagan, um dos fundadores dos Templários, é um texto obrigatórios para os estudiosos da história das fortificações (PAGAN, 1645); é um livro para quem já conhece o básico dos sistemas fortificados, com reedições e tradução em outras línguas.

Fonte: OLIVEIRA, Mário Mendonça de. As Fortificações Portuguesas de Salvador Quando Cabeça do Brasil . Salvador: Selo Editorial da Fundação Gregório de Mattos, 2004. p. 49.

 

Contribution

Updated at 14/11/2008 by the tutor Projeto Fortalezas Multimidia (Mayra).




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Character > Blaise François (Conde de Pagan)