Francisco José da Rocha Campos Fontoura e Távora

Portugal

Francisco José da Rocha Campos Fontoura e Távora era natural de Bragança. Fora mandado ao Rio Pardo, em 1771, como sargento-mor (major) dos Dragões do Rio Pardo (legendário Regimento dos Dragões, fundado por Silva Paes) para observar Marcelino de Figueiredo, então comandante do Regimento (1767-1773), depois do frustrado ataque ao Rio Grande, em 1769.

Foi Governador de Colônia do Sacramento (1775-1777), quando se deu o ataque, arrasamento e passagem definitiva de Colônia (no atual Uruguai) para o domínio da Espanha, depois de quase um século de acirrada disputa militar e diplomática.

Fontoura e Távora havia servido com o Marquês de Lavradio, no Regimento de Cascais. Lavradio o trouxe para o Brasil, ao ser nomeado Vice-Rei. Era, então, capitão de cavalaria e recebeu de Lavradio sucessivas missões de confiança e de caráter pessoal, superiores ao seu posto.
Comandou sucessivamente: a Fortaleza de Santa Cruz, no Rio de Janeiro; a guarnição da Ilha de Santa Catarina e, em 1775, o governo da Colônia do Sacramento. Ali foi preso e levado para Buenos Aires. Terminou seus dias degredado em Angola, em caráter perpétuo, por suas ações em Colônia.

Fonte: (BENTO, 1996: p.303).

Contribution

Updated at 14/11/2008 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Jaime José S. Silva).




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Character > Francisco José da Rocha Campos Fontoura e Távora