Ibn Marwán

Spain

Abd al-Rahman ibn Muhámmad ibn Marwán ibn Yunus al-Yiliqi al-Maridi, conhecido como Ibn Marwán (em árabe: الرنن مننن منن منن مرران الللللني, também conhecido como الرللليي الرن0ن ou “Filho de um Galego”) (morto c. 889), foi um Muladi Sufi cuja família era oriunda do norte de Portugal e se estabeleceu perto de Mérida.

As referências dos cronistas muçulmanos a seu respeito são ilustrativas. Ibn Hayyan refere: “Afastou-se das fileiras muçulmanas para entrar nas dos cristãos, cuja amizade preferiu à dos que dirigem a sua oração em direção à quibla”. No aspeto militar, o mesmo cronista relata que “(...) tinha fama de caudilho temível. As suas vitórias eram muito celebradas; os seus atos cruéis valeram-lhe grande reputação e respeito entre os emires rivais, que acabaram por colocá-lo acima deles”. Outro cronista, Ibn Idari, assinala que “(...) se separou da comunidade dos crentes e protegeu e frequentou a dos cristãos com preferência aos muçulmanos”. Ibn al-Qutiyya comenta, ratificando o escrito anterior, que “(...) chegou a ser chefe dos renegados no ocidente”. Este último cronista descreve-o como “agudo, manhoso e astuto na guerra a ponto de não haver quem o superasse”.

Em 868, liderando uma hoste de Muladis e Moçárabes, rebelou-se contra o Emir Muhammad I de Córdoba e, após uma heróica resistência recebeu honrosos termos de rendição do Emir e recebeu Badajoz, que começou a fortificar.

Ciente de um iminente ataque das forças do emirado, retirou para o norte, estabelecendo-se no Castelo de Karkar (hoje Carquere, perto de Lamego, em Portugal). Mais tarde, a pedido de Ibn Marwán, Afonso III de Leão (866–910) enviou-lhe tropas auxiliares e esse exército combinado derrotou as forças do Emirado. De volta a Badajoz, agora uma cidade bem fortificada, estabeleceu o seu governo em todo o Al'Garb Al'Andalus.

Juntamente com o seu aliado Sāʿḍūn al-Ṣurunbāqī, outro importante líder rebelde Muladi no oeste do al-Andalus, Ibn Marwán expulsou o Banu Dānis de Coimbra. Entre 876 e 877 também ergueu o Castelo de Marvão, em Portugal, um lugar já conhecido no século X como Amaia de Ibn Maruán ou Fortaleza de Amaia.

A sua dinastia perdurou até 930.

 

Contribution

Updated at 30/09/2020 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Character > Ibn Marwán