A Malaca

Derrotadas as forças muçulmanas do Gujarate quando do segundo cerco à Praça-forte de Diu (1546), os portugueses capturaram uma peça de artilharia de bronze com notáveis proporções: calibre de 36 libras, vinte e sete palmos e nove polegadas de comprimento e nove palmos e nove polegadas de circunferência na culatra.
Poucos anos mais tarde, a peça foi remetida para a Torre de São Julião da Barra, na foz do rio Tejo, em Portugal.
No contexto da Dinastia Filipina, a peça foi transferida para a Fortaleza de São Filipe, no Monte Brasil, em Angra do Heroísmo, onde passou a defender o chamado Portão dos Carros, em uma bateria que recebeu o seu nome: "Bateria de Malaca".
A 22 de julho de 1771, foi reembarcada para Lisboa, sendo depositado no Arsenal do Exército, onde se encontra. (MERELIM, 2017:635)

Contribution

Updated at 17/07/2018 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

 


Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Entry