Castelo de Mota

Um "castelo de mota" (em inglês: "motte and bailey"; em francês: "motte castrale") é um tipo de fortificação precursor dos castelos medievais. É tipicamente composto por dois recintos: a "mota" e o recinto fortificado em si.
A mota constituía-se num monte de terra de forma cónica erguido pelo homem ou adaptado ao relevo do terreno. O seu topo era nivelado formando uma plataforma, onde era erguida uma torre de madeira de secção quadrada ou, menos frequentemente, circular. A plataforma da mota era defendida por uma paliçada, também de madeira. A torre era habitada pelo senhor feudal, sua família e agregados. Tinha ainda a função de vigia, e servia como último reduto em caso de assalto à fortificação.
Adjacente e abaixo da mota, implantava-se um recinto, também defendido por uma paliçada de madeira, com planta em forma de meia-lua, de um "D" ou de um "U", onde se dispunham celeiros, depósitos, forjas, hortas, estábulos e pocilgas, além de choupanas para os artesãos e os servos.
O conjunto da mota e do recinto exterior eram defendidos por um fosso inundado. A terra retirada para a sua construção era usada na formação da mota. Uma ponte e um caminho íngreme e sinuoso comunicavam as duas partes do conjunto.
Os castelos de mota originaram-se na região entre o vale dos rios Loire e Reno, na actual França, vindo a espalhar-se pela Europa do Norte, sendo encontrados nas Ilhas Britânicas, na Alemanha, na Itália, na Polónia, entre outros países. Na Inglaterra, foram introduzidos pelos normandos após a conquista da ilha em 1066. A Tapeçaria de Bayeux, datada do século XI, mostra imagens de castelos de mota no norte da França e em Hastings, na Inglaterra.
Por serem construídos com materiais perecíveis, com o tempo deterioravam-se, eventualmente vindo a ser substituídos por estruturas permanentes: a torre de madeira deu lugar à torre de menagem, e as paliçadas de madeira, às muralhas. Um único portão, protegido e antecedido por uma ponte levadiça, assegurava o acesso ao castelo.

Contribution

Updated at 10/08/2020 by the tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

 


Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Entry