http://www.fortalezas.org
Forte da Baixa do Vigário

, -

 

O "Forte da Baixa do Vigário" localizava-se na chamada Baixa do Vigário, na praia Formosa, freguesia da Almagreira, concelho de Vila do Porto, ilha de Santa Maria, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal.

História

Na costa sul da ilha, constituía-se de fato numa simples bateria que cooperava com o Forte de São João Baptista.

No contexto da Guerra da Sucessão Espanhola (1701-1714) pode ser um dos redutos referidos pelo brigadeiro António do Couto de Castelo Branco na relação "Fortificações nos Açores existentes em 1710" na baía da Praia sob a designação "O Forte (...), da Praya, e os dous Redutos.” (Arquivo dos Açores, vol. IV, 1882, p. 180)

O tenente-coronel do Real Corpo de Engenheiros, José Carlos de Figueiredo, assim referiu o local e a sua fortificação em 1815: "(…) a Bahia da Praia com um grande areal d'areia branca, vaza ali a ribeira dos Gatos e a da Praia que tem os quatro moinhos, e tem três castellos de que já se fez menção." (Op. cit., p. 222. Na realidade até este ponto da "Descrição", não fizera essa menção) E sobre a artilharia deu conta: "Dito [forte] sito no sítio da Praia chamado a Baixa do Vigário com três peças e um pedreiro, tudo corruto." (Op. cit., p. 233)  Essa informação é corroborada pelo capitão engenheiro Francisco Borges da Silva, na relação "(...) Baterias que há no perímetro da Ilha (...)" em 1816, onde se refere: "Forte da praia da baixa do Vigário, com três peças incapazes." ("Estatística da Ilha de Santa Maria da Capitania das Ilhas dos Açores anno 1819". In: TORRES, José de. Variedades Açorianas (man. BPARPD), vol. X, fl. 186v.)

Encontra-se assinalado na "Carta militar e topo-hydrographica da Ilha de S.ta Maria levantada em 1822 e dezenhada em 1824 pelo Tenente-Coronel Engenheiro Jozé Carlos de Figueiredo" (GEAEM 1131/3-44-4) junto à foz da Ribeira da Praia.

A "Relação" do marechal de campo Júlio José Fernandes Basto, 1.º barão de Basto, comandante da 10.ª Divisão Militar (Açores), em 1862 informou que se encontrava arruinado. (Op. cit., p. 269)

O "Relatório" do Coronel Mesquita (1864) indica-o no lugar da Praia, sem maiores informações. (MESQUITA, 1864, apud MARTINS. 2013:257)

A estrutura não chegou até aos nossos dias.




  • Forte da Baixa do Vigário


  • Bateria





  • Portugal


  • Desaparecida

  • Monumento Sem Proteção Legal





  • Desaparecida

  • ,00 m2

  • Continente : Europa
    País : Portugal
    Estado/Província: Região Autónoma dos Açores
    Cidade: Vila do Porto



  • Lat: 36 -57' 1''N | Lon: 25 5' 29''W




  • 1815: 3 peças antecarga, de alma lisa, e 1 pedreiro, todas inservíveis.
    1816: 3 peças antecarga, de alma lisa, incapazes.










Contribuições

Atualizado em 17/05/2020 pelo tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contribuições com mídias: Carlos Luís M. C. da Cruz (1).