http://www.fortalezas.org
Entrincheiramento da foz do rio Itaguaí

, -

 

O Entrincheiramento da foz do rio Itaguaí, localizava-se na antiga Vila de São Francisco Xavier de Itaguaí, atual município de Itaguaí, à margem da foz do rio Itaguaí, na baía de Sepetiba, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro.

A povoação de Itaguaí remonta a 1700, quando integrava as terras da Fazenda de Santa Cruz, antigo latifúndio da Companhia de Jesus que compreendeu parte expressiva do sul fluminense, e cuja sede recebeu periódicamente a Família Real após 1808. Transformou-se em um dos pousos no chamado "Caminho das Calçadas", via de comunicação obrigatória para quem transitava, por terra, do Rio de Janeiro para São Paulo ou Minas Gerais. Foi no retorno por esse caminho, acompanhado por uma tropa de Dragões, que o Príncipe-regente D. Pedro proclamou a independência do Brasil (7 de Setembro de 1822), motivo pelo qual essa via passou a denominar-se "Estrada da Independência".

Com uma economia baseada na lavoura de mandioca e de cana-de-açúcar (para a produção de farinhas e de aguardentes respectivamente), e, a partir do século XIX, na de café, a povoação de Itaguaí foi elevada a Vila a partir de 1818, com o nome de Vila de São Francisco Xavier de Itaguaí, e posteriormente, em 1833, a cidade.

SOUZA (1885:114) informa que o entrincheiramento teria sido erguido em 1818, e artilhado com quatro peças.

As quatro estruturas erguidas no local, certamente de faxina e taipa, revestidas de grama, como as demais fortificações na região erguidas no período, encontravam-se à época (1885), provavelmente desaparecidas (op. cit., p. 114).

GARRIDO (1940) acrescenta que todas se encontravam, em 1838, sob o comando único do Capitão Venâncio Justino Ferreira Montenegro (op. cit., p. 127-128). As fortificações de Coroa Grande e da barra de Itaguaí (mas não as da vila) se encontram relacionadas entre as defesas do setor Sul (“Fortificação de Sepetiba”) no "Mapa das Fortificações e Fortins do Município Neutro e Província do Rio de Janeiro" de 1863, no Arquivo Nacional (CASADEI, 1994/1995:70-71).

BARRETTO (1958) computa duas baterias na foz do rio Itaguaí, omitindo os dois entrincheiramentos da vila (op. cit., p. 216, 218).

Fonte: Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Fortifica%C3%A7%C3%B5es_de_Itagua%C3%AD. Acesso em 08 de outubro de 2009.



 




  • Entrincheiramento da foz do rio Itaguaí


  • Entrenchment


  • 1818 (AC)



  • Portugal


  • Missing






  • Disappeared

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Rio de Janeiro
    City: Itaguaí

    Localizava-se na antiga Vila de São Francisco Xavier de Itaguaí, atual município de Itaguaí, à margem da foz do rio Itaguaí, na baía de Sepetiba, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro.


  • Lat: 0 -0' 0'' | Lon: 0 -0' 0''




  • Souza (1885:114) informa que o entrincheiramento foi artilhado com quatro peças.

  • Provavelmente de faxina e taipa, revestidas de grama, como as demais fortificações na região erguidas no período.









Contribution

Updated at 23/05/2013 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Amilton Matos).