Os constantes receios de uma invasão: ameaça e estratégia de defesa da província de Mato Grosso (1850-1864)

A província de Mato Grosso estava localizada em área de fronteira com a República da Bolívia e do Paraguai, sendo uma província com responsabilidade de fazer a defesa da fronteira e proteger a integridade territorial do país. Embora o estado dos fortes e fortificações fossem precárias por toda a extensão da fronteira, assim como sua debilidade na defesa, o centro das preocupações fronteiriças era com a República do Paraguai, sendo que a reclamação do governo paraguaio gerava inquietações e receios ao governo brasileiro. As reclamações quanto à necessidade em guarnecer a fronteira foi uma constante, mas principalmente durante o período de negociação da livre navegação com o Paraguai, entre 1856 e 1858. A estratégia do governo brasileiro para guarnecer a fronteira foi procurar ocupar essas áreas, fundando colônias militares em pontos importantes do ponto de vista militar e estratégicos, como a Colônia Militar de Dourados e a Colônia Militar de Miranda.

  • Article- Digital
  • Ana Claudia Martins dos Santos
  • Universidade Federal do Rio Grande do Sul
  • 2013
  • Porto Alegre
  • Portuguese
  • In: Revista Aedos, nº 12, vol. 5 - jan/jul. 2013, p. 168-181.
  • Download

Contribution

Updated at 18/04/2015 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Lauro).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Os constantes receios de uma invasão: ameaça e estratégia de defesa da província de Mato Grosso (1850-1864)