Soldado mutilado servindo nas fortalezas

O jornal O Argos da Província de Santa Catharina, de 24 de março de 1860, comenta o caso curioso de um soldado da companhia de pedestres, José Custódio, que em 1853 (ou 1855) se acidentou ao carregar uma peça (canhão) no Forte de Santana, perdendo a mão direita e parte do antebraço naquele episódio, tendo sido reformado com seu soldo após o acidente. No entanto, para poder pagar-lhe uma remuneração adicional (ração diária de etape), o governo determinou incorporá-lo ao Batalhão do Depósito. O jornal denuncia, no entanto, que o referido comandante da companhia, tenente Costa, desumanamente destaca o referido militar para servir nas fortificações, incluindo a Fortaleza de Anhatomirim, onde o mesmo nada pode fazer em função de sua deficiência.

  • Printed Document
  • Jornal O Argos da Provincia de Santa Catharina
  • 1860
  • Florianópolis
  • Portuguese
  • In: O Argos da Província de Santa Catharina, nº 568, ano V, Desterro, 2/03/1860, p. 3. Disponível em: http://memoria.bn.br/DocReader/DocReader.aspx?bib=233889&PagFis=2028; acesso em 20/7/2016.
  • Download

Contribution

Updated at 06/09/2016 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Daniela Marangoni Costa).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Soldado mutilado servindo nas fortalezas