Fortificações no Brasil: e seu futuro através do Planejamento Sustentável

Segundo os autores: "Queremos sugerir um marco geral para as fortificações brasileiras mediante o uso da memória (história, análise de fontes primárias,...), dos planos e mapas, do planejamento estratégico e territorial aplicado a conjuntos de patrimônio cultural, e com apoio dos SIG, e das Tecnologias da Informação. A partir de uma primeira classificação espacial e temporal, iniciaremos uma classificação construtiva e tipológica baseada na análise de mais de 500 fortificações cadastradas na base de dados da Universidade Federal de Santa Catarina (www.fortalezas.org). Para, finalmente, mediante uma análise de caso, do Sistema Catarinense, propor os princípios e as bases para um Plano Diretor para o sistema de fortificações brasileiro.

No trabalho estamos recorrendo a nossa experiência com as técnicas e com os sistemas e conjuntos de fortificação no Brasil a partir das pesquisas elaboradas através do CEAMA(Hoyuela Jayo, y otros, 2010; Cobos Guerra, y otros, 2006; Cobos Guerra, 2011), com a equipe da UFSC (Hoyuela Jayo, 2014 b; 2014 a; Tonera, y otros, 1997 a; 1996; 1997 b; Tonera, y otros, 2011; Tonera, 2015 a), com a equipe de ICOFORT Brasil (Dos Santos Júnior, 2014; 2013), e com Fernando Cobos, com quem definimos uma metodologia de planejamento para sistemas territoriais de fortificações durante os trabalhos do Plano Diretor das Fortificações Trasfronteiriças do Baixo Minho (Cobos Guerra, y otros, 2006; Hoyuela Jayo, y otros, 2005; 2010).

Outras referências importantes são os trabalhos desenvolvidos com Lorenzo López Trigal, a propósito das fronteiras e da linha de Tordesilhas (Hoyuela Jayo, 2007 a; 2011), com Manuel Teixeira (Teixeira, y otros, 1999), a exposição URBS IBEROAMERICANA, URIB, em Salamanca, no ano 2006 (Hoyuela Jayo, 2006), e com Nestor Goulart (Goulart Reis Filho, 2001; 2003; 1978 (primera edición de 1968); 2002) sobre Patrimônio, Paisagem e Desenvolvimento Sustentável no curso de Pós-graduação da USP (Hoyuela Jayo, 2014 c; 2008) nos anos 2006 e 2009, além da colaboração com Beatriz Siqueira Piccolotto Bueno na exposição URIB (Siqueira Bueno, 1998 b; 2001; 2009)".

  • Article - Proceedings
  • Roberto Tonera
  • José Cláudio dos Santos Júnior
  • José Antonio Hoyuela Jayo
  • UFMG
  • 2015
  • Belo Horizonte
  • Portuguese
  • In: Anais do 7º Seminário Mestres Conselheiros: agentes multiplicadores do patrimônio. Belo Horizonte: IEDS, Instituto de Estudos de Desenvolvimento Sustentável, 2015, 22 p.
  • Download

Related fortifications

Contribution

Updated at 26/06/2017 by the tutor Roberto Tonera.



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Fortificações no Brasil: e seu futuro através do Planejamento Sustentável