Relatório do Ministro da Guerra, Francisco de Paula Argollo, em 1906

"Relatório apresentado ao Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil pelo Marechal Francisco de Paula Argollo, Ministro de Estado da Guerra, em 1906."

O relatório menciona, na página 11, a futura chegada de uma a linha telegráfica ao Real Forte Príncipe da Beira (RO).
A página seguinte aborda um episódio de revolta de praças do 1º batalhão de artilharia, aquartelados na Fortaleza de Santa Cruz da Barra (RJ), ocorrido em novembro de 1905. O relato continua na página 13, informando que forças comandadas pelo coronel Emygdio Dantas Barreto haviam marchado até ao Forte do Morro do Pico (RJ), e em seguida tomado a Fortaleza de Santa Cruz, local da sublevação, onde a guarnição se rendeu.

As colônias militares são abordadas, na página 37, com descrições gerais sobre suas atividades e necessidades; o relatório menciona as colônias militares de Chopim (PR), Chapecó (SC) e Alto Uruguay (RS). Na página 51, o documento informa a construção da estrada de rodagem que liga a cidade de Guarapuava à Colônia Militar do Iguaçu (PR); mais a frente, na página 56, as duas localidades são citadas novamente, dessa vez com respeito à construção de linhas telegráficas entre elas. Recebem ligações telegráficas também a cidade de Cruz Alta e a Colônia Militar do Alto Uruguay (RS), como consta na página 58.

Na página 66, consta o estado de ruína das seguintes fortificações de Pernambuco: Madame Bruyne (Buraco), São Francisco da Barra, São Francisco de Olinda, Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo, São Francisco Xavier da Praia de Gaibú, Nossa Senhora de Nazaré, Santo Inácio de Tamandaré, Santa Cruz de Itamaracá (Orange), Nossa Senhora dos Remédios de Fernando de Noronha, e Santa Catarina do Cabedelo (PB). É informada também a entrega do Forte de São Francisco da Barra (referido como Forte do Mar) ao Ministério da Fazenda.

Aborda-se, a partir da página 67, algumas obras realizadas em construções fortificadas, como nas fortalezas de Nossa Senhora da Assunção (CE) e Santa Cruz da Barra (RJ), e nos fortes de Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo e São Paulo da Gamboa (BA), Tamandaré da Laje e Dom Pedro II do Imbuhy (RJ).

Na página 77, o relatório menciona as obras de defesa da cidade de Santos, e entre estas consta o desarmamento da Fortaleza de Santo Amaro da Barra Grande (SP), entregue à comissão responsável pelas obras militares, para a construção da estrada da Ponta Grossa. Obras foram feitas no Forte de São Domingos de Gragoatá e na Fortaleza de São João da Barra (RJ), de acordo com a página 82; nas fortalezas de Nossa Senhora dos Prazeres de Paranaguá (PR) e Santa Cruz de Anhatomirim (SC), como informa a página 84; e no Forte de São Gabriel (RS), como consta na página 87. Sobre obras ainda não implementadas, o relatório menciona, na página 91, os reparos necessários no Forte Novo de Coimbra (MS).

Em anexo, na página 367 do arquivo PDF, encontra-se um projeto de reorganização geral do Exército, que menciona a instalação de tropas de artilharia de posição nas fortalezas de Santa Cruz e São João (RJ) e em outras 12 baterias independentes: fortes Novo de Coimbra (MS), de São Francisco Xavier de Tabatinga (AM), de Óbidos (PA), do Castelo do Senhor Santo Cristo do Presépio de Belém (PA), de São João Batista do Brum (PE), Forte de Santo Antônio da Barra (BA), de Dom Pedro II do Imbuhy, de Tamandaré da Laje (RJ), de Nossa Senhora do Monserrate de Santos (SP), fortalezas de Nossa Senhora dos Prazeres de Paranaguá (PR), e de Santa Cruz de Anhatomirim (SC).

  • Printed Document
  • Francisco de Paula Argollo
  • Imprensa Nacional
  • 1906
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • Relatório do Ministério da Guerra, Rio de Janeiro, 1906, 406 p. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/720950/per720950_1906_00001.pdf. Acesso em: 24/05/2019.
  • Download

Related fortifications

Contribution

Updated at 29/05/2019 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Relatório do Ministro da Guerra, Francisco de Paula Argollo, em 1906