Relatório do Ministro da Guerra, José Caetano de Faria, em maio de 1916

"Relatório apresentado ao Presidente da República dos Estados Unidos do Brasil pelo general de divisão, José Caetano de Faria, Ministro de Estado da Guerra, em maio de 1916."

Sobre fortificações, o relatório menciona, na página 12, as obras realizadas nos fortes de São Luís, da ponta da Vigia (RJ) - tabeladas na página 374 do arquivo PDF -, e Duque de Caxias de Itaipu (SP), além da inauguração do Forte Marechal Luz (SC). A Bateria do Vigia (Forte da ponta da Vigia/RJ), os fortes do Morro do Pico e de Copacabana (RJ), a Fortaleza de São João (RJ) e a defesa da barra de Santos (SP), são mencionadas na página 44, quando são abordados os serviços da Diretoria de Engenharia, comandada pelo general de brigada Alfredo Carlos Müller de Campos.

Na página 50, o relatório informa a disposição das fortificações por regiões, citando os fortes de São Francisco Xavier de Tabatinga, São José da Barra do Rio Negro, São José de Marabitanas, São Joaquim do Rio Negro (AM); Forte de Óbidos, Fortaleza de Nossa Senhora das Mercês da Barra de Belém, Forte Gurjão, Forte do Castelo do Senhor Santo Cristo do Presépio de Belém, Fortaleza de São José do Macapá (PA); fortes de São Luís, São Sebastião de Alcântara, São Marcos, e Santo Antônio da Barra (MA).

Ainda sobre as regiões militares, a página 53 menciona fortificações ainda existentes e o uso que delas se fazia: Fortaleza de Nossa Senhora da Assunção (CE), Forte dos Reis Magos (RN), Forte de Santa Catarina do Cabedelo (PB), Forte de São João Batista do Brum (PE). Os fortes de Santa Cruz de Itamaracá, São Francisco de Olinda, São Francisco da Barra, Nossa Senhora dos Prazeres da Praia do Pau Amarelo, Madame Bruyne (Buraco), São Francisco Xavier da Praia de Gaibú, e Santo Inácio de Tamandaré (PE), aparecem como construções desarmadas. As fortificações de Fernando de Noronha são mencionadas na mesma página: fortes de Nossa Senhora dos Remédios de Fernando de Noronha, Santo Antônio de Fernando de Noronha, redutos de São José do Morro, de Santana, de Nossa Senhora da Conceição, de Santa Cruz do Morro do Pico, de São Pedro da Praia do Boldró, de São Joaquim, do Bom Jesus (Leão), Reduto de São João (Dois Irmãos). Na página seguinte, informam-se as reformas executadas no Forte de Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo (BA).

Continuando a inspeção das regiões militares, o relatório menciona, na página 56, os fortes de São Pedro, Nossa Senhora do Monte do Carmo, Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo, São Paulo da Gamboa, Santo Antônio da Barra, São Diogo, Nossa Senhora de Monte Serrat, Santa Cruz do Paraguaçu, e a Fortaleza do Morro de São Paulo (BA).

A página seguinte menciona o Forte da Ponta do Leme de Angra dos Reis e as fortificações de Cabo Frio, além de informar a instalação de uma linha de alta tensão elétrica para o Forte Dom Pedro II do Imbuhy (RJ). Este mesmo forte é mencionado na página seguinte por seu bom material de artilharia, assim como a Fortaleza de Santa Cruz da Barra, cuja importância defensiva e posicionamento estratégico são ressaltados.

Na página 62, o Forte Tamandaré da Laje (RJ) aparece como uma construção moderna, cujo novo modelo fortificado apresentava problemas em seu porto e sistema sanitário. A Fortaleza de São João da Barra (RJ) também é mencionada, com ênfase na necessidade de reconstruir seus quartéis.

As fortificações do porto de Santos (SP), como consta na página 64, aguardavam a verba para suas obras. Na página 66, a observação sobre os estabelecimentos e fortificações militares das regiões do Paraná e de Santa Catarina menciona a Fortaleza de Nossa Senhora dos Prazeres de Paranaguá (PR) e o Forte Marechal Luz (SC). Mais a frente, na página 69, o Forte Novo de Coimbra (MS) é citado nas observações sobre a região do Mato Grosso.

  • Printed Document
  • José Caetano de Faria
  • Imprensa Militar
  • 1916
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • Relatório do Ministro da Guerra, Rio de Janeiro, 1916, 502 p. Disponível em: http://memoria.bn.br/pdf/720950/per720950_1915_00001.pdf. Acesso em: 28/06/2019.
  • Download

Related fortifications

Contribution

Updated at 28/06/2019 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Relatório do Ministro da Guerra, José Caetano de Faria, em maio de 1916