Relatório do Ministro da Marinha, Alexandrino Faria de Alencar, em abril de 1918

"Relatório apresentado ao Presidente da República dos Estados Unidos da Brasil pelo almirante reformado Alexandrino Faria de Alencar, Ministro de Estado dos Negócios da Marinha, em abril de 1918."

A respeito de fortificações, o relatório menciona, na página 11, os fortes Dom Pedro II do Imbuhy e Copacabana (RJ). Na página 68, consta a informação de que a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim (SC) teria recebido um parecer da Inspetoria de Engenharia Naval sobre sua iluminação elétrica.

Novamente mencionada, a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim aparece, agora entre as páginas 93 e 96: a fortaleza estaria recebendo instalação de novos canhões sob supervisão de um engenheiro naval; seu armamento estaria em bom estado, assim como o paiol da pólvora (agora transferido para outro ponto) e sua munição; estariam em bom funcionamento também as estações radiotelegráfica e telegráfica; alguns pontos são destacados com necessidade de melhorias, e os edifícios, caracterizados como antiquados, reformados de acordo com as possibilidades dos escassos recursos.

Ainda sobre Anhatomirim, o relatório informa, na página 96, a inauguração da iluminação da ilha em 12 de outubro de 1917, tendo sido a usina produtora de eletricidade montada com os recursos próprios da ilha. Foram instalados dois motores de explosão, um movido a querosene e outro a gasolina.

A página 130 menciona o Forte de São Francisco Xavier de Piratininga (ES), então sede da Escola de Grumetes do Espírito Santo. A Escola de Grumetes de São Paulo, por sua vez, instalava-se no Forte Augusto (SP), como informa a página 138. Segundo consta na página 140, a Escola de Grumetes de Santa Catarina, a princípio aquartelada no Forte de Santana do Estreito (SC), instalando-se mais tarde em brigues-barcas e também em partes do Quartel Militar situado na antiga praça General Osório [Campo do Manejo/SC]. A página 194 menciona novamente a Fortaleza de Santa Cruz de Anhatomirim.

Em anexo, na página 256 do arquivo PDF, são listadas as fortificações de Santa Cruz da Barra e Tamandaré da Laje (RJ). Mais a frente, a página 279 do arquivo PDF cita as fortificações de Anhatomirim e Estreito [Santa Cruz e Santana]. Mais a frente, a página 281 do arquivo PDF menciona o Forte de Santo Antônio da Barra (MA). A Ilha de Fernando de Noronha (PE) e o Forte dos Reis Magos (RN) são citados na página 379 do arquivo PDF - sendo este último novamente mencionado, na página 441 do arquivo PDF, como tendo sido restituído ao Ministério da Guerra, após empréstimo feito ao Ministério da Marinha.

  • Printed Document
  • Alexandrino Faria de Alencar
  • Imprensa Naval
  • 1918
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • Relatório do Ministério da Marinha, Rio de Janeiro, 1918, 442 p. Disponível em: http://ddsnext.crl.edu/services/download/pdf/2429?from=000001&to=000441. Acesso em: 22/08/2019.
  • Download

Contribution

Updated at 23/08/2019 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Relatório do Ministro da Marinha, Alexandrino Faria de Alencar, em abril de 1918