Diferentes formas de política militar: as fortificações como reflexo de modelos de governo

Segundo o autor, no Brasil, os fortes e fortalezas são uma parte importante do passado. “A construção de defesas era uma necessidade natural, considerando as ameaças permanentes que os colonizadores enfrentavam – começavam com o medo de revolta de escravos ou reação dos nativos: a primeira instalação permanente no Brasil, a feitoria de Américo Vespúcio, foi destruída pelos indígenas antes de 1526 (TRIÁS, 1975: p. 254). A ameaça também podia vir de estrangeiros que contestavam a posse do território americano. Igualmente havia o risco permanente de ataques de piratas, como foi o caso da destruição da segunda feitoria feita no Brasil, em Igaraçu, em 1532 (VARNHAGEN, 1981: 137). Era um problema que não se restringia ao período inicial da conquista do território ou a ameaças a pequenas povoações: Salvador, a capital da Colônia, foi atacada pelo pirata Black Bart em 1720, este roubando um navio dentro do porto.

Apesar dos riscos de ataques serem comum a todas as experiências coloniais, a maneira como as potências coloniais reagiram a ele não foi igual: franceses e espanhóis, assim como os holandeses, construíram grandes fortificações: Quebec, Montreal, Louisbourg, Nova Orleans e Caiena, enquanto os hispânicos ergueram grandes praças fortes, algumas das quais foram Santo Domingo, Vera Cruz, Campeche, Mérida, San Juan, Panamá, Havana, Cartagena, Callao, Lima e Montevidéu. No caso holandês, temos as fortificações construídas pela Companhia das Índias Ocidentais: mesmo Nova Iorque, tem sua “Wall Street” (Rua do Muro), por onde passavam as muralhas holandesas”

  • Article - Proceedings
  • Adler Homero Fonseca de Castro
  • Associação Nacional de História (ANPUH)
  • 2014
  • Rio de Janeiro
  • Portuguese
  • In: Anais do XVI Encontro Regional de História da Anpuh-Rio: Saberes e práticas científicas, 28 de julho a 1º de agosto de 2014, 10 p.
  • Download

Contribution

Updated at 20/09/2019 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Jéssica Pedrini).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Diferentes formas de política militar: as fortificações como reflexo de modelos de governo