Fala do Presidente da Província da Bahia, Álvaro Tibério de Moncorvo e Lima, em maio de 1856

"Fala recitada na abertura da Assembleia Legislativa da Bahia pelo Presidente da Província, o doutor Álvaro Tibério de Moncorvo e Lima, em 14 de maio de 1856."

A respeito de fortificações, o relatório menciona, na página 7, o Forte de Santo Antônio da Barra (BA), no qual se havia estabelecido um lazareto para receber enfermos acometidos pela epidemia da cólera. A instalação deste lazareto é informada novamente na página 143 do arquivo PDF.

A página 22 menciona o Quartel da Palma, no qual se instalava o Hospital Regimental - posteriormente transferido para o edifício do Trem dos Aflitos. Tal informação é citada novamente na página 143 do arquivo PDF, com adendo de que as enfermarias do dito quartel teriam sido tomadas por uma epidemia. O Quartel de Palma é referido também nas páginas 210 e 211 do arquivo PDF. A página 143 do arquivo PDF menciona o Quartel de Santo Antônio da Mouraria, na qual se localizava o Hospital da Polícia. Mais a frente, a página 243 do arquivo PDF cita o Quartel da Mouraria em um mapa demonstrativo da força do Corpo Policial da Província da Bahia, e as obras nele realizadas são listadas na página 306 do arquivo PDF.

A página 61 refere-se à obra existente na estrada do Forte de São Pedro (BA), assim como as página 190 e 191 do arquivo PDF, que descrevem de maneira mais detalhada os trabalhos lá executados, e a página 210 do arquivo PDF, que informa reformas nas prisões da fortificação, consideradas insalubres. Estes reparos são mencionados também nas páginas 311, 313, 314, 325 e 326 do arquivo PDF.

Mais a frente, a página 88 menciona a determinação para se construir um farolete na Fortaleza do Mar (Forte de Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo/BA).

Em anexo, nas páginas 175 e 176 do arquivo PDF, um mapa das canoas de carga que carregaram artigos pelo rio Jequitinhonha menciona o Quartel de São Francisco.

Na página 185 do arquivo PDF consta referência aos fortes de São Pedro e Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo e as obras necessárias às suas estruturas. A página seguinte menciona as fortificações de Santo Alberto (Lagartixa), São Joaquim de Jequitaia e São Diogo (BA), todos eles tendo recebido alguma obra militar.

A página 197 do arquivo PDF menciona as novas prisões na Casa de Correção, instalada no Forte de Santo Antônio Além do Carmo (BA), por conta da aglomeração de presos nas prisões da cidade e o risco de epidemias diversas. Estes reparos aparecem também na página 310 do arquivo PDF.

O mapa demonstrativo da guarnição da Província da Bahia, anexado ao documento na página 239 do arquivo PDF, cita a Fortaleza do Mar (Forte de Nossa Senhora do Pópulo e São Marcelo) e o Forte de Santa Cruz do Paraguaçu (BA) como destino dos praças destacados.

  • Printed Document
  • Álvaro Tibério de Moncorvo e Lima
  • Typographia de Antônio Olavo da França Guerra e Comp.
  • 1856
  • Salvador
  • Portuguese
  • Relatório da Província da Bahia, Salvador, 1856, 449 p. Disponível em: http://ddsnext.crl.edu/services/download/pdf/3004?from=000001&to=000448. Acesso em: 09/12/2019.
  • Download

Contribution

Updated at 04/03/2020 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Fala do Presidente da Província da Bahia, Álvaro Tibério de Moncorvo e Lima, em maio de 1856