Produtos do intemperismo e avaliação do nível de deterioração em rochas ornamentais de construções e monumentos históricos na cidade de Niterói (Brasil)

“A utilização de rochas ornamentais na construção de monumentos e prédios históricos é marcante na cidade de Niterói (Brasil) devido, entre outros fatores, a abundância e disponibilidade local destas rochas, com destaque para o gnaisse facoidal. As rochas ornamentais em ambientes costeiros urbanizados são submetidas a condições severas de intemperismo, devido à exposição da rocha à ação do sal marinho e aos poluentes da atmosfera, podendo causar danos consideráveis às construções. A preservação e manutenção da fachada de edifícios e monumentos históricos despertam grande interesse na comunidade científica internacional, que há décadas procura identificar e compreender detalhadamente os processos e produtos do intemperismo, com o objetivo de indicar as melhores ações preventivas e de manutenção. Esses processos são por muitas vezes acelerados e intensificados por atividades antrópicas e pelas características das rochas utilizadas nas fachadas dos prédios e monumentos. Com o objetivo de se analisar o estado de conservação e de entender os processos de intemperismo que atuam nas rochas ornamentais das edificações na cidade de Niterói, foram realizados mapeamentos de detalhe e registro fotográfico das formas de intemperismo; amostragem de fragmentos de rocha e análises em laboratório (MEV). O mapeamento detalhado das principais formas de intemperismo nos blocos de rocha que formam os fortes estudados permitiu constatar que o intemperismo “antropogênico” associado à poluição ambiental de áreas urbanas exerce forte influência sobre o estado de preservação das rochas. As principais alterações relativas ao intemperismo mapeadas nos blocos de rochas são: crostas negras, crostas de sal, crostas orgânicas (liquens), incrustações em fluxo de carbonato de cálcio e estalactites, intensa desintegração granular e esferoidal. Com o aumento dos processos de intemperismo os blocos são desgastados e começam a apresentar buracos e recuos. Este tipo de intemperismo “antropogênico” atua concomitantemente com os processos naturais, acelerando-os. A alteração destas rochas em fachadas de prédios históricos, diferentemente das rochas no ambiente natural, apresenta grandes implicações geomorfológicas, econômicas e, principalmente, culturais por representar uma ameaça à preservação de um imponente e estratégico conjunto de fortificações, igrejas, prédios públicos e monumentos herdados de um passado colonial de mais de 500 anos.”

  • Article - Proceedings
  • André Luiz Carvalho da Silva
  • Maria Augusta Martins da Silva
  • Comité Perú de la Unión Geográfica Internacional
  • 2013
  • Lima
  • Portuguese
  • In: 14º Encuentro de Geógrafos de América Latina. Ilustrado, colorido, 13 p. Disponível em: https://bit.ly/32AgqXB. Acesso em: 16/09/2020.
  • Download

Contribution

Updated at 16/09/2020 by the tutor Projeto Fortalezas Multimídia (Nicole Kirchner da Silva).



Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Bibliography > Produtos do intemperismo e avaliação do nível de deterioração em rochas ornamentais de construções e monumentos históricos na cidade de Niterói (Brasil)