Forte Marechal Moura de Naufragados

Florianópolis, Santa Catarina - Brazil

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (81)

Images (80)
Videos (1)

O Forte Marechal Moura de Naufragados, hoje em ruínas, está localizado na Ponta dos Naufragados da Barra Sul, num dos costões da praia de mesmo nome, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina, Florianópolis, no litoral do Estado de Santa Catarina.

O acesso ao Forte é realizado a pé, havendo duas opções de trilhas: uma delas vai direto ao forte e outra leva à extremidade oposta da praia. Ambas as trilhas apresentam um tempo aproximado de caminhada de 45 minutos, partindo da região denominada Caieira da Barra do Sul. Outro meio de chegar ao local, é através da Baía Sul, saindo de embarcação da Caieira da Barra do Sul até o antigo porto do Forte Marechal Moura, onde também existe uma outra tril ha que leva à área da Bateria. Essas opções de acesso ao forte existem desde a sua construção até os dias de hoje.

O canal que constitui a entrada da Baía Sul da Ilha de Santa Catarina localiza-se entre a Ilha de Araçatuba (onde se situa a Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição) e a Ponta dos Naufragados, na Ilha de Santa Catarina. Nesta ponta, logo acima do antigo Farol (construído em 1861), é que foi erguido o Forte Marechal Moura de Naufragados, entre 1909 e 1913 (CALDAS,1992). Este forte funcionou até meados do século XX e atualmente está sob jurisdição da 14ª Brigada de Infantaria Motorizada, Organização Militar do Exército Brasileiro, em Florianópolis. O Forte também já foi guarnecido e ntre outros, pelo 3º Batalhão de Artilharia de Posição, e pelo 54º Batalhão de Infantaria. Em 1894, após a revolução do sul do país (Revolução Federalista e Revolta da Armada), se instala na capital catarinense o 3º Batalhão de Artilharia de Posição, que fica responsável por defender a costa na região da capital. Esta unidade militar se tornou o 8º Batalhão de Artilharia de Posição.

A toponímia  "Naufragados" possui duas versões: uma refere-se ao naufrágio de uma das embarcações da expedição de Juan Dias de Solis, ali ocorrida em abril de 1516, ao buscar o abrigo da Baía Sul. Aleixo Garcia e mais cerca de dez tripulantes sobreviveram ao naufrágio, tendo vivido por alguns anos entre índios  Carijós, que habitavam aquele litoral. Outra versão, mais aceita, atribui essa toponímia ao naufrágio, no mesmo local, de uma embarcação que conduzia imigrantes açorianos, para o Rio Grande do Sul, em 1753.

A modernização de inúmeras fortificações coincide com o período da construção do Forte Marechal Moura, mostrando a preocupação que as autoridades locais e nacionais tinham com o aperfeiçoamento militar da ilha de Santa Catarina. Dentre as principais fortificações que integraram o antigo sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina, o Forte de Naufragados é a mais recente e a única que foi construída no século XX. 

A função desse novo Forte era integrar um sistema de Baterias de Artilharia de Costa representando o que tinha de mais moderno em instalação militar e armamentos da época. Seu objetivo principal era, juntamente com os Fortes de Paranaguá e Marechal Luz (São Francisco do Sul), fazer a defesa do litoral do Brasil Meridional.

O nome do forte está ligado, possivelmente, ao General-de-Brigada Francisco Antônio de Moura, que foi ministro dos Negócios de Guerra no período de 1892-1894 e teve participação significativa na Revolução Federalista do sul do país.

A construção do Forte se inicia em maio de 1909, sob a tutela do Capitão de Engenharia Pedro Maria Tromposky Taulois, natural de Florianópolis, a serviço da Comissão de Fortificações e Defesa do Litoral.



 Related character


 Print the Related character

Related bibliography 

Laudo sobre o Forte Marechal Moura
Adler Homero Fonseca de Castro

Report of Technical Inspection
2009
 
Fortificações do Brasil: Resumo Histórico
Anníbal Barretto

Book
1958
 
Fortificações do Brasil
Carlos Miguez Garrido

Book
1940
 
Historia Militar da Ilha de Santa Catarina: Notas
Cândido Caldas

Book
1992
 
Fortalezas Multimídia
Roberto Tonera

Cd-Rom
2001
 
As Defesas da Ilha de Santa Catarina e do Rio Grande de São Pedro em 1786.
Mário Mendonça de Oliveira
Roberto Tonera

Book
2015
 
Entre memória e história: o Forte Marechal Moura de Naufragados e a preservação do patrimônio histórico em Florianópolis
Tiago Cristiano de Moura

Senior Research Project (SRP)
2006
 
Sistema defensivo da Ilha de Santa Catarina
Universidade Federal de Santa Catarina

Catalog
2012
 
Fortalezas com acessibilidade
Paulo Clóvis Schmitz

Article - Newspaper
2014
 
Sistema Defensivo da Ilha de Santa Catarina
Universidade Federal de Santa Catarina

Catalog
2014
 
CD-ROM Fortalezas Multimídia: Anhatomirim e mais centenas de fortificações no Brasil e no mundo
Projeto Fortalezas Multimídia

Folder
2001
 
As fortificações no Sul do Brasil e a sua documentação no Banco de Dados Internacional sobre Fortificações: www.fortalezas.org
Roberto Tonera

Chapter
2015
 
Estação termo-pluviométrica em Anhatomirim e em Naufragados

Printed Document
1924
 
Iluminação dos canais norte e sul da Ilha de Santa Catarina

Printed Document
1920
 
Poema sobre a Ponta de Naufragados

Printed Document
1935
 
Las fortificaciones en Brasil
Roberto Tonera

Article - Magazine
2016
 
Transferência de 2º faroleiro da Fortaleza de Anhatomirim para o Farol da Barra do Sul

Printed Document
1919
 

 Print the Related bibliography



Related links 

Projeto Fortalezas Multimídia
O Projeto Fortalezas Multimídia é uma realização da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), Florianópolis, Santa Catarina, Brasil, e tem como objetivo promover o estudo, a preservação, a divulgação e a valorização das Fortificações Históricas no Brasil e no Mundo, por intermédio da utilização de recursos computacionais multimídia (CD-ROM, banco de dados, Internet). Entre os trabalhos desenvolvidos pelo Projeto estão o CD-ROM Fortalezas Multimídia e este website das fortificações em todo o mundo. O Projeto é coordenado por Roberto Tonera, arquiteto da UFSC.

http://www.fortalezasmultimidia.com.br
Forte Marechal Moura de Naufragados
Website Guia Floripa, versando sobre o Forte Marechal Moura de Naufragados, que se localiza na cidade de Florianópolis, Estado de Santa Catarina.

http://www.guiafloripa.com.br/turismo/fortes/naufragados.php3
Forte Marechal Moura de Naufragados
Página da Enciclopédia Wikipédia versando sobre o Forte Marechal Moura de Naufragados, ou simplesmente Forte de Naufragados, que localiza-se no atual município de Palhoça, no Estado de Santa Catarina, no Brasil.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Forte_Marechal_Moura_de_Naufragados

 Print the Related links



Related texts 


Antecedentes históricos

 Print the Related texts



Related programs 


 Print the Related programs


  • Forte Marechal Moura de Naufragados

  • Forte de Naufragados; Forte Marechal Moura da Ponta de Naufragados da Barra do Sul

  • Fort

  • 1909 (AC)

  • Between 1913 and 1920 (AC)

  • Pedro Maria Trompowsky Taulois

  • Gustavo Richard

  • Brazil


  • Ruins Badly Conserved

  • State Protection
    National Protection
    Monumento incluído na poligonal da área de tombamento da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba.

    O forte está inserido na área abrangida pelo Parque Estadual da Serra do Tabuleiro.

  • Exército Brasileiro

  • Exército Brasileiro

  • (48) 3224-8409; 3224-9477;

  • caljungle@hotmail.com; projeto@fortalezasmultimidia.com.br

  • Ruins

  • ,00 m2

  • Continent : South America
    Country : Brazil
    State/Province: Santa Catarina
    City: Florianópolis

    Localizado na Ponta de Naufragados da Barra Sul, num dos costões da praia de mesmo nome, no extremo sul da Ilha de Santa Catarina, Florianópolis, no litoral do Estado de Santa Catarina.


  • Lat: 27 50' 3''S | Lon: 48 34' 8''W


  • A fortificação está localizada em área de proteção ambiental (Parque Estadual da Serra do Tabuleiro), e trata-se de monumento incluído na poligonal da área de tombamento da Fortaleza de Nossa Senhora da Conceição de Araçatuba, localizado junto ao importante Farol dos Naufragados (1861).

  • Visitação permitida, não regularizada. O acesso ao Forte pode ser realizado tomando-se uma embarcação na praia da Caieira da Barra do Sul, desembarcando no antigo atracadouro do forte Marechal Moura, seguindo por uma trilha ascendente, serpenteando pela encosta, até chegar a um platô a meia encosta, onde se encontra o forte.

    Outra forma de se chegar ao forte é caminhando aproximadamente 45 minutos até à Ponta de Naufragados, percorrendo uma trilha que se inicia no final da estrada geral da Caieira da Barra do Sul, onde a mesma se bifurca, levando até a extremidade oposta da Ponta de Naufragados, chegando na praia de Naufragados e a outra levando até ao Forte Marechal Moura.


  • Existem três canhões no local, todos do mesmo modelo: são peças Armstrong (fabricadas em Newcastle-on-Tyne, Inglaterra), com a data de 1893 e calibre de 120mm. Nas bases dos reparos, existem placas octogonais, aparafusadas nas plataformas de concreto, com inscrições do “Arsenal de Guerra do Rio de Janeiro” com três datas distintas para cada base: 14-X-1909; 27-XI-1909 e 22-XII-1909.

    Segundo o historiador do IPHAN Adler H. F. de Castro, são canhões do tipo naval, de retrocarga, montadas em reparos de pião central, com escudo, pesando cerca de 2.120 kg. Os canhões se encontram em situação não operacional, bem afetado por oxidação em andamentos ou até corrosão, em alguns pontos, já com perda de metal, apesar desta não ser ainda acentuada. Há claros sinais de ação antrópica deletéria (vandalismo). Apesar do material ainda se apresentar em razoável estado como objetos museológicos, consideramos recomendável a realização de um trabalho de remoção de óxidos e pintura de canhões (CASTRO, 2009: 2-3).

  • Alvenaria mista de pedra e tijolos.

  • Nenhuma intervenção de restauração ou mesmo pesquisa arqueológica foi até o momento realizada na área que ocupou esta antiga fortificação.




Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Forte Marechal Moura de Naufragados