Fuerte de la Forca

Vila do Porto, Región autónoma de las Azores - Portugal

Búsqueda de Imágenes de fortificación

Fecha 1 Fecha 2

Medias (3)

Imágenes (3)

O "Forte da Forca", também referido como "Castelo da Ponta da Forca", localizava-se na ponta da Forca, na freguesia e concelho de Vila do Porto, a sudoeste na ilha de Santa Maria, na Região Autónoma dos Açores, em Portugal. Erguia-se a oeste do porto da vila.

História

No contexto da Guerra da Sucessão Espanhola (1701-1714) encontra-se referido pelo marechal Castelo Branco na relação "Fortificações nos Açores existentes em 1710" como "O Forte no cabo da Villa sobre a Bahia." (Arquivo dos Açores, vol. IV, 1882, p. 180)

O tenente-coronel do Real Corpo de Engenheiros, José Carlos de Figueiredo, assim referiu o local e a sua fortificação em 1815: "Logo adiante [do porto da Vila] fica para o Oeste o Calhau velho onde vazão umas grotas, e continuando p.ª Oeste fica a ponta da Forca onde está um Castello, assim intitulado, adiante do mar da Merenda entre o Ilheo da Villa. (...)." (Op. cit., p. 219) E sobre a artilharia deu conta: "Castelo da Ponta de Forca [sic] ao Oeste do Porto da Villa tem quatro peças de ferro muito corrutas dos tempos." (Op. cit., p. 223) Essa informação é corroborada pelo capitão engenheiro Francisco Borges da Silva, na relação "(...) Baterias que há no perímetro da Ilha (...)" em 1816, onde se refere: "Castelo da Ponta da Forca, a Oeste do Porto da Vila, com quatro peças incapazes." ("Estatística da Ilha de Santa Maria da Capitania das Ilhas dos Açores anno 1819". In: TORRES, José de. Variedades Açorianas (man. BPARPD), vol. X, fl. 186v.)

SOUSA (1995), em 1822, a respeito do porto de Vila do Porto, referiu: "(...) O seu Porto é uma pequena Enseada virada a sudoeste, entre as pontas de Marvão a sueste, e Força [Forca] a oeste; em ambas as quais há pequenas fortalezas. (...)." (Op. cit., p. 83)

Encontra-se assinalado na "Carta militar e topo-hydrographica da Ilha de S.ta Maria levantada em 1822 e dezenhada em 1824 pelo Tenente-Coronel Engenheiro Jozé Carlos de Figueiredo" (GEAEM. 1131/3-44-4) no lado leste da ponta do Malmerendo, próximo ao atual farol.

Uma carta náutica francesa intitulada "Santa Maria (Iles Açores)", baseada no trabalho de levantamento hidrográfico do capitão Alexander Thomas Emeric Vidal, da Royal Navy (1843), assinala este forte como "Vieux Fort" ("forte antigo") não na ponta da Forca, mas sim na ponta de Malmerendo, onde se ergue atualmente o farol.

O "Relatório" de 13 de junho de 1846 da 10.ª Divisão Militar (Açores) apenas refere este forte, sem maiores detalhes.

Em meados do século, a "Corografia Insulana" a seu respeito registou que do Ilhéu da Ribeira Seca “(…) até à Ponta da Forca que é a última que fecha a circunferência desta ilha pela parte do Sul tudo é costa baixa, e na dita ponta que é a mais alta está um forte feito em uma rocha que tem sua peça de artilharia de 8 libras, devendo ter outra de 10 ou 12, por defender esta ponta à entrada do porto da villa a qual fica em frente e correspondência da outra ponta do Marvão por onde começamos a medir e dar notícia desta ilha ficando ambos cobrindo o dito porto e navios que anchoravam na baía.” (“Corografia Insulana”. In: TORRES, José de. Variedades Açorianas (man. BPARPD), vol. VII, fls. 5 e 5v.)

O documento detalha ainda que da ponta do Marvão à ponta da Forca distava mais de uma milha, o que significava que, se artilhadas com peças do calibre superior a 12, poderiam bater em simultâneo qualquer embarcação inimiga que tentasse alcançar o porto da vila. (Op. cit.)

A "Relação" do marechal de campo Júlio José Fernandes Basto, 1.º barão de Basto, comandante da 10.ª Divisão Militar (Açores), em 1862 dava conta que se encontrava "em soffrivel estado". (Op. cit., p. 269)

O "Relatório" do Coronel Mesquita (1864) indica-o, sem maiores informações. (MESQUITA, 1864, apud MARTINS. 2013:258)

KERHALLET (1881) em fins do século do XIX, ao descrever este trecho da costa da ilha referiu:

"La Pointe Malmerendo, au sommet de laquelle on voit un fort, est la pointe Ouest de la baie où se trouve Porto ou Santa-Maria, ville capitale de l'île. Cette ville est encaissée das le fond d'un ravin profond où coulent deux torrents. (...)." (Op. cit., p. 73)

A estrutura não chegou até aos nossos dias, erguendo-se no local, desde 1898, o farolim da ponta do Malmerendo.

Encontra-se relacionado por BAPTISTA DE LIMA (1982).



 Personajes relacionados


 Imprima Personajes relacionados

Bibliografías relacionadas 


 Imprima Bibliografías relacionadas



Links relacionados 

Fortificação - Ilha de Santa Maria
Página do Instituto Histórico da Ilha Terceira (IHIT) com a bibliografia publicada no Boletim daquela instituição sobre as fortificações da ilha de Santa Maria.

http://www.ihit.pt/new/fortes/santamaria.php

 Imprima Links relacionados

Contribuciones

Actualizado en 09/10/2018 por el tutor Carlos Luís M. C. da Cruz.

Contribuciones con medias: Carlos Luís M. C. da Cruz (3).


  • Fuerte de la Forca

  • Castelo da Ponta da Forca

  • Fortín





  • Portugal

  • 1898 (DC)

  • Desaparecida

  • Monumento Sin Protección Legal





  • Desaparecida

  • ,00 m2

  • Continente : Europa
    País : Portugal
    Estado/Província: Región autónoma de las Azores
    Ciudad: Vila do Porto



  • Lat: 36 -57' 36''N | Lon: 25 9' 26''W




  • 1815: 4 peças antecarga, de alma lisa, de ferro, inservíveis.
    1816: 4 peças antecarga, de alma lisa, incapazes.






Imprima el contenido


Registre su correo electrónico para recibir noticias sobre este proyecto


Fortalezas.org > Fortificación > Fuerte de la Forca