Fort of São Domingos da Baralha

Sesimbra, Setúbal - Portugal

Search for fortification's images

Date 1 Date 2

Medias (1)

Images (1)

O “Forte de São Domingos da Baralha”, também referido apenas como  “Forte da Baralha”, localiza-se próximo ao cabo Espichel, em posição dominante sobre a baía da Baleeira, próximo a Sesimbra, no distrito de Setúbal, em Portugal.

Integrava a linha defensiva do trecho do litoral denominado hoje, em termos de turismo, como “Costa Azul”, e que no século XVII se estendia de Albarquel a Sesimbra, complementando a defesa da importante povoação marítima de Setúbal.

História

No contexto da Guerra da Restauração (1640-1668), no âmbito da completa remodelação da estratégia defensiva do reino implementada ainda sob o reinado de João IV de Portugal (1640-1656), em que se inscreveu a defesa da barra de Setúbal, esta fortificação foi iniciada no reinado de Afonso VI de Portugal (1656-1667), possivelmente em 1665.

Contribuíram para os trabalhos de fortificação deste trecho do litoral, à época, os proprietários das marinhas de sal e os navegantes da Casa do Corpo Santo, tendo as obras deste forte, como as do Forte de Santiago do Outão e as do Forte de Albarquel, sido concluídas sob o reinado de Pedro II de Portugal (1667-1706).

Após a Guerra Civil (1828-1834) foi desguarnecido e votado ao abandono, tendo sido progressivamente destruído pela erosão marinha.

Considerado à época de sua construção como a primeira defesa da costa da Arrábida, este forte e a Capela em seu interior, sob a invocação do Senhor Jesus dos Navegantes, encontram-se atualmente abandonados e em ruínas. Apenas subsistem a plataforma, a porta e a cisterna, consistindo os seus edifícios num aglomerado de pedras.

Está compreendido no Parque Natural da Arrábida-Sesimbra.

Características

Fortificação marítima, de implantação rural, isolada, sobranceira ao mar.

Apresenta planta de forma retangular, com as edificações de serviço pelo lado de terra e cisterna integrada na plataforma do edifício.

A Capela do Senhor Jesus dos Navegantes, um pequeno templo de finais do século XVII, edificado a cerca de 400 metros a leste do forte, era utilizada pelas tripulações das embarcações de Sesimbra, que nela velavam antes da partida para as grandes viagens. Foi parte integrante das dependências do Forte de São Domingos, tendo sido destruída por um incêndio em 20 de julho de 1803.

  • Fort of São Domingos da Baralha

  • Forte da Baralha

  • Fortin

  • 1665 (AC)




  • Portugal


  • Abandoned Ruins

  • Monument with no legal protection





  • Ruins

  • ,00 m2

  • Continent : Europe
    Country : Portugal
    State/Province: Setúbal
    City: Sesimbra



  • Lat: 38 -25' 13''N | Lon: 9 11' 26''W




  • 1743 (c.): 4 peças de artilharia antecarga, de alma lisa.






Print the contents


Register your email to receive news on this project


Fortalezas.org > Fortification > Fort of São Domingos da Baralha